Pietro Fittipaldi revela que tentou lugar na Sauber em 2018

compartilhar
comentários
Pietro Fittipaldi revela que tentou lugar na Sauber em 2018
Por: Gabriel Lima
Co-autor: Erick Gabriel
19 de dez de 2017 18:13

Campeão da Fórmula V8 3.5 diz que mirava vaga na Fórmula 1 já no ano que vem antes de entrada da Alfa Romeo na Sauber

Alfa Romeo Sauber livery unveil
Marcus Ericsson and Charles Leclerc, Sauber
Pietro Fittipaldi, Lotus
Sauber F1 Alfa Romeo
Alfa Romeo Sauber livery unveil
Marcus Ericsson and Charles Leclerc, Sauber
2017 champion Pietro Fittipaldi, Lotus, celebrates
Pietro Fittipaldi, Lotus
2017 champion Pietro Fittipaldi, Lotus

Depois de se sagrar campeão da temporada de 2017 da Fórmula V8 3.5, Pietro Fittipaldi declarou que tentou vaga na Sauber para disputar o ano de 2018 na Fórmula 1. Entretanto, mesmo com o esforço de seus patrocinadores e gestores, não foi possível conquistar um lugar no time suíço devido à chegada da Alfa Romeo.

Com o time se tornando subsidiário da Ferrari, a escolha dos pilotos acabou ficando engessada, com o monegasco Charles Leclerc - da academia de pilotos do time italiano - em um carro e Marcus Ericsson - piloto pagante do time há três anos - no segundo cockpit.

“Estávamos tentando um lugar na Sauber”, garantiu Pietro ao Motorsport.com.

“Mas não deu certo, a Sauber fechou com a Alfa Romeo e virou mais ou menos um time Ferrari júnior. Agora vemos outras possibilidades para sermos pilotos de testes.”

“A gente estava negociando para ser piloto em 2018, mas dependeria muito se eu ganhasse o campeonato (da Fórmula V8) ou não. Porque ganhando o campeonato, ganharia 35 pontos na superlicença. Você precisa de 40. Mas como ganhei o MRF Challenge e um campeonato da NASCAR, poderia tirar.”

“Agora é impossível uma vaga na Fórmula 1, porque o Leclerc e o Ericsson assinaram com a Sauber. Temos ainda uma vaga na Williams, mas que parece estar fechada entre alguns candidatos. Então, para o ano que vem, ser piloto de teste ou reserva na F1 seria muito importante, mas também, junto a isso, fazer uma outra categoria à parte.”

“A Fórmula 2 é uma categoria boa, e se tivermos uma boa oportunidade lá podemos ir. Se não acontecer, temos também a Super Fórmula. O Stoffel Vandoorne e o Pierre Gasly fizeram um ano lá e depois voltaram. Vamos analisar. Vai depender de que vaga for melhor e mais competitiva.”

“Sou da Escuderia Telmex, fundada pelo Carlos Slim, e são eles que vão decidir onde eu vou correr no ano que vem. O Sergio Perez e o Esteban Gutierrez tiveram o mesmo suporte.”

Pietro também comentou sobre sua temporada, na qual se sagrou campeão da Fórmula V8 com recorde de poles.

“Esse ano foi ótimo. Ganhamos o campeonato da World Series – um campeonato muito importante na Europa.”

“Fomos muito fortes na classificação. Batemos o recorde de poles na categoria, com dez. Antes, o recorde estava empatado entre o Daniel Ricciardo e Kevin Magnussen, e nós conseguimos bater. O campeonato foi até a última prova, e nós conseguimos ganhar. Foi importante, abre portas.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Ricciardo crê que precisa evoluir em classificações

Previous article

Ricciardo crê que precisa evoluir em classificações

Next article

Mercedes: Título de 2017 teve mesmo gosto com o de 2014

Mercedes: Título de 2017 teve mesmo gosto com o de 2014
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Pietro Fittipaldi
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Últimas notícias