Piloto inglês da GP3 escalará o Kilimanjaro por caridade

Alexander Sims vai encarar o desafio pela fundação que leva o nome do ex-companheiro, Henry Surtees

Sims com o pai de Henry, o campeão da F-1 John Surtees

O piloto da GP3 Alexander Sims vai encarar um desafio diferente neste período de férias: vai escalar o Monte Kilimanjaro, no norte da Tanzânia, como forma de arrecadar donativos para a Fundação Henry Surtees.

Henry, filho do campeão da F-1 pela Ferrari John Surtees, foi morto em 2009 em um acidente na F-2 aos 18 anos. Sims foi companheiro de equipe do britânico.

“Decidi levantar dinheiro para a fundação porque, tendo sido companheiro de Henry na F-Renault, ele está no meu coração. A fundação ajuda pessoas afetadas por lesões celebrais a tocarem suas vidas.”

A escalada será patrocinada pela Virgin Money Giving e deve durar nove dias. O Monte Kilimanjaro tem mais de 5.800 metros de altitude. Todas as doações, que podem ser feitas por meio deste link, serão convertidas à caridade. A viagem e os equipamentos necessários serão pagos pelo próprio piloto.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias