"Se tivesse estreado aos 17 anos, não estaria aqui", admite Hamilton

Inglês, Alonso, Vettel e Ricciardo opinam sobre estreia de Verstappen, mais jovem da história da categoria

O piloto mais jovem da história da Fórmula 1, Max Verstappen, que estreará com 17 anos na próxima temporada, será bem recebido por seus pares – mas todos ressaltam que a pouca experiência pode pesar contra o holandês, que chegará à categoria máxima do automobilismo tendo apenas competido por um ano em monopostos.

[publicidade] Estreante com maior sucesso na história da categoria, Lewis Hamilton teve um caminho mais ‘tradicional’, disputando três categorias de base diferentes antes de chegar ao topo, aos 22 anos. Porém, o inglês lembra que foi difícil segurar a ansiedade e comemora o fato de ter tido o apoio da McLaren na gestão de sua carreira.

“Acho que cada um tem seu tempo. Eu lembro que, quando eu tinha 17 anos, eu ligava para Martin [Whitmarsh] e Ron [Dennis] pedindo para me deixarem pilotar na F-1 por que eu queria estar lá. Eu tive muita sorte por ter os dois e meu pai para manter meus pés no chão e me ajudar a dar os passos corretos. Quando eu cheguei, eu estava pronto e foi por isso que eu tive sucesso”, analisou o piloto, ouvido pelo TotalRace.

“Eu tive algumas chances de pilotar antes, na BMW e nas três últimas corridas de 2006. Lembro de ir na casa do Ron discutir isso. Mas decidimos que não era a hora e acredito que, se eu tivesse feito isso, eu não teria me dado tão bem ou até não estaria aqui hoje. Mas cada um tem uma rota diferente – Kimi, por exemplo, não tinha muita experiência quando estreou. Acho que Verstappen está indo muito bem levando em conta a pouca experiência que tem, só espero que ele tenha a seu redor um grupo de pessoas tão bom quanto eu tive para guiá-lo.”

Fernando Alonso está na lista dos estreantes mais jovens da história e fez sua primeira temporada aos 19 anos. Para o espanhol, idade não diz muita coisa. “Temos que dar as boas-vindas para ele e torcer para que tudo dê certo para ele. A idade não é um parâmetro: tem gente pronta com 17, com 30 e tem gente que nunca estará pronta para a Fórmula 1.”

O piloto da Ferrari, contudo, ressalta que a falta de experiência pode pesar no caso de Verstappen. “Somos todos pilotos. Obviamente, há muita experiência que você ganha ao longo dos anos e às vezes chegar muito cedo é bom, outras, nem tanto porque você acaba não conseguindo lidar com algumas das demandas que a F-1 tem, mas veremos. No momento, em termos midiáticos, acredito que a Red Bull está tendo o retorno que queria porque todas as perguntas são sobre isso, então é uma boa cobertura para eles.”

O bicampeão, que fez dois anos de categorias menores antes de chegar à Fórmula 1, reconhece que não estava pronto para estrear com a idade de Verstappen. “Provavelmente eu não estava pronto. Quando eu tinha 17, eu achava que sim, mas agora, com 14 anos de experiência na Fórmula 1, sei que há coisas que eu precisaria ter aprendido. Há muitos circuitos difíceis e, ao longo dos anos, você vai aprendendo coisas novas.”

Verstappen correrá pela Toro Rosso, uma vez que faz parte do programa de desenvolvimento de pilotos da Red Bull, o mesmo que revelou Sebastian Vettel, Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat. O australiano, sensação deste campeonato, acredita que o holandês está no caminho certo. “O fato dele estrear com 17 anos faz eu me sentir um pouco velho!”, brincou Ricciardo. “Definitivamente a Toro Rosso irá ajudá-lo no que precisar, será ótimo para ele estar lá, pois entendem os pilotos mais jovens. Aprendi muito enquanto estive na Toro Rosso, é um ótimo lugar para ele estar. Creio que Verstappen terá todas as condições para responder aos questionamentos sobre a sua idade, o time irá ajudá-lo no que precisar.”

Outro que veio do programa que apoia Verstappen, Vettel defende a decisão do holandês de estrear logo na primeira oportunidade. “Penso que primeiro ele tem que terminar a temporada na Fórmula 3 antes do ano que vem. Acredito que ele está pronto, fez uma grande primeira parte de temporada, mostrou muito talento, é uma ótima notícia para ele. Se você tem a chance de correr na Fórmula 1, tem que dizer sim, não se tem essa chance muitas vezes na vida.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias