Pilotos da F-1 apoiam criação de área de escape na Curva do Café

compartilhar
comentários
Pilotos da F-1 apoiam criação de área de escape na Curva do Café
Por: Luis Fernando Ramos
12 de abr de 2011 02:38

Liderados por Barrichello e Massa, assunto foi colocado em pauta em reunião com o delegado de segurança da FIA, Charlie Whiting

Barrichello e Massa lideraram o pedido dos pilotos da F-1 por mudanças na curva do Café

As chances da FIA aprovar o projeto apresentado pela Confederação Brasileira de Automobilismo e pela SPTuris, no último sábado, para a criação de uma área de escape na Curva do Café, em Interlagos, cresceram muito depois que os pilotos da Fórmula 1, liderados por Rubens Barrichello e Felipe Massa, reforçaram o pedido para que medidas que aumentem a segurança no trecho sejam tomadas.

Em Sepang, na reunião dos pilotos com o delegado de segurança da FIA, Charlie Whiting, o tema foi colocado em pauta pelos brasileiros. "Tudo vai ser analisado ainda. O Charlie quer uma análise total da CBA sobre o acidente. As imagens não são conclusivas e existe ainda algumas dúvidas para serem sanadas”, assinalou Barrichello, que destacou o papel deste movimento para que as mudanças sejam efetivadas.

“Tanto eu como o Felipe, que era mais próximo do Gustavo (Sondermann), ficamos chocados. Não acredito em coincidências, dois acidentes no mesmo trecho são mais do que um sinal para que haja uma ação. E ela ficará melhor se os pilotos da Fórmula 1, em contato com a FIA, tenham uma participação direta. Então nós estaremos no comando - eu como presidente da GPDA (Associação dos Pilotos da F-1) e o Felipe também - para fazer alguma coisa que ajude o automobilismo brasileiro a melhorar”, disse o piloto da Williams.

Felipe Massa, diretor da GPDA, também deixou claro que não medirá esforços para que estas mudanças aconteçam. “É tudo o que eu quero. Não acho que deveríamos mudar o traçado de Interlagos porque é uma pista sensacional, que proporciona ultrapassagens e é muito legal de se pilotar nela. Mas a Curva do Café é perigosa e isso foi provado nos últimos anos com os acidentes que tivemos. Sempre apoiei mudanças desde o primeiro acidente que tivemos ali. A grama não é suficiente e o muro fica muito perto da pista. É necessário fazer uma área de escape para deixar o trecho mais seguro”, analisou.

De acordo com um comunicado oficial da CBA, “a solução aprovada propõe a remoção do último lance de arquibancadas, o que ampliaria a área de escape externa em cerca de 20 metros de profundidade em uma extensão que poderá chegar a 200 metros. Para evitar que essa área seja usada como extensão da pista o revestimento local será feito material especial de baixa aderência. Embora o prazo de conclusão só possa ser definido com exatidão após a conclusão do projeto a ser executado, estima-se que as mudanças deverão ser executadas até o mês de agosto”.

De qualquer maneira, a mudança será analisada pela FIA para passar pelo processo de homologação do circuito para receber a F-1. Procurado pela reportagem do TotalRace em Sepang, Charlie Whiting deixou claro que irá ao Brasil acompanhar eventuais mudanças sempre que necessário.

Próxima Fórmula 1 matéria
Pilotos reclamam de pneus; Pirelli diz que desgaste não é excessivo

Previous article

Pilotos reclamam de pneus; Pirelli diz que desgaste não é excessivo

Next article

"Você sabia?": veja curiosidades de GP da China

"Você sabia?": veja curiosidades de GP da China
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Rubens Barrichello , Felipe Massa Shop Now
Autor Luis Fernando Ramos
Tipo de matéria Últimas notícias