Pilotos da Williams esperam clima difícil em Xangai

Maldonado e Bottas destacam dificuldade em acertar o carro para curvas chinesas e acreditam que estratégia será crucial

Maldonado foi oitavo em 2012

Ainda sem pontos em 2013, a Williams pretende repetir seu sucesso do ano passado em Xangai, quando colocou seus dois carros na zona de pontuação. Os pilotos sabem que terão uma missão difícil, já que o clima em Xangai indica frio e é imprevisível – chuvas foram recorrentes nos GPs desde 2004, ano em que a F-1 chegou pela primeira vez ao circuito.

“Vai ser uma corrida imprevisível e as condições do tempo serão muito desafiadoras”, disse Pastor Maldonado.

“Há uma mistura de curvas diferentes, então você precisa ter o equilíbrio correto na parte sinuosa, em curvas de baixa, assim como na grande reta. Outro desafio é a estratégia. Há algumas decisões difíceis para os engenheiros.”

“Não tivemos o melhor começo de temporada, então temos de melhorar o carro para estar mais vezes nos pontos”, completou o venezuelano.

Bottas andou na China no ano passado no primeiro treino livre, substituindo Bruno Senna, e acha que a pista tem características parecidas com Sepang. “Talvez não seja tão quente e úmida, mas o tempo pode ser variável, então você precisa de um carro que trabalhe bem.”

“Fazer os pneus funcionarem vai ser o maior desafio. Tive azar em não marcar meus primeiros pontos na última corrida, e, como não achamos que estamos onde deveríamos, a equipe esteve trabalhando bastante para entender o carro e trazer um pacote para esta corrida. Um passo em nossa performance.” 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Pastor Maldonado
Tipo de artigo Últimas notícias