Pilotos da Williams usam discurso contrário após duelo no Japão

Enquanto Bottas diz que tudo foi resolvido, Maldonado afirma que “não tem nada para falar” com companheiro

Após a disputa que resultou na ultrapassagem na última chicane que valeu o 16º lugar a Pastor Maldonado no último GP em Suzuka, Valtteri Bottas disse hoje ao TotalRace na Índia que tudo foi resolvido na reunião após a corrida do time há duas semanas. O finlandês também se disse focado para o GP deste fim de semana, e que tudo ficou para trás.

“É, não há problemas. Falamos sobre tudo na reunião após a prova. Terminou, já passamos por isso. Agora estamos focando nessa corrida”, falou hoje em Nova Déli.

“Acho que não deixaria espaço. Achei que ele não fosse entrar. Vou me assegurar que não tenha espaço da próxima vez.”

No entanto, Pastor Maldonado, também ouvido pelo TotalRace nesta quinta-feira, deu outra versão do caso: “Não falei com ele. Não tenho nada para falar com ele. Quem chega na frente, chega na frente”, falou o venezuelano.

“O erro que ele cometeu foi ter deixado espaço. Não tínhamos ordens de equipe, não estávamos competindo pelos pontos. Quando não estamos nos pontos, a corrida está aberta na equipe. Ele se sente frustrado porque estava a corrida inteira na frente e perdeu na última volta”, completou Pastor.

Quanto à corrida em Buddh, Bottas não se mostrou otimista sobre o rendimento da Williams. “Realisticamente, espero mais ou menos o mesmo que no Japão e na Coreia. Essa pista é bem parecida, curvas longas e rápidas. Precisamos ser eficientes com o downforce no carro, e não é nosso ponto forte no momento. Vindo para este fim de semana eu sabia que não seria fácil, mas é assim que é. Precisamos tirar o máximo do carro.”

“Vamos sofrer um pouco com a frente do carro, para aquecer os pneus”, completou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Índia
Pilotos Pastor Maldonado , Valtteri Bottas
Tipo de artigo Últimas notícias