Pilotos italianos elogiam esforços do governo para garantir Monza na F1

compartilhar
comentários
Pilotos italianos elogiam esforços do governo para garantir Monza na F1
Sam Smith
Por: Sam Smith
Traduzido por: Gabriel Carvalho
5 de ago de 2015 16:38

Os ex-pilotos de F1 Emanuele Pirro e Vitantonio Liuzzi celebraram os esforços do governo italiano para garantir a manutenção da prova em Monza

Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB10 e Kimi Raikkonen, Ferrari F14-T
Fãs
Fãs visitam pista
Fãs com enorme bandeira
Fernando Alonso, Ferrari F14-T
Kevin Magnussen, McLaren MP4-29
Kimi Raikkonen, Ferrari F14-T
Conferência de imprensa: a evolução da segurança na F1, Emanuele Pirro

Emanuele Pirro e Vitantonio Liuzzi celebraram os esforços do governo italiano para garantir a permanência de Monza – e, consequentemente, do GP da Itália – no calendário da Fórmula 1. As ameaças ao futuro do circuito italiano enquanto sede da prova italiana – como tem sido desde 1950, geraram protestos quando a questão se tornou pública.

Em declarações ao Motorsport.com, tanto Pirro quanto Liuzzi expressaram alívio com a confirmação do aporte financeiro que deve garantir a presença de Monza a longo prazo na F1.

"A tradição tem um papel importante no nosso esporte, é fácil ver isso. Claro que a F1 deve olhar para novos mercados e ampliar as fronteiras. No entanto, tão quanto isso é preservar a identidade do esporte, então estou feliz que o governo tenha encontrado uma maneira de manter o GP em Monza", disse Pirro, que esteve na categoria entre 1989 e 1992, pilotando para Benetton e Scuderia Italia.

"O dinheiro compra muitas coisas, mas não compra história e tradição. Na minha opinião, sempre deve existir espaço para isso na F1”, completou.

Liuzzi, que disputou 80 GPs na categoria - com Red Bull, Toro Rosso, Force India e HRT – também celebrou a injeção financeira, que aproxima o circuito da permanência na categoria.

"O GP da Itália faz parte da essência da F1 e do público na Itália. Não consigo imaginar um campeonato da categoria sem Monza, é muito difícil. Você consegue sentir a paixão e história que a pista possui quando você está lá, Monza tem uma atmosfera muito especial. Espero que essa solução seja colocada em prática”, ressaltou o piloto.

Reformar chicanes para aumentar o desafio

Para Pirro, modificar as chicanes Rettafilo e Roggia, que ficam no primeiro setor do circuito, aumentaria o desafio e tornaria a pista mais interessante. "A Ascari é uma curva bem interessante, você não pode chamá-la de chicane, não é mesmo?", disse.

"Eu acho que as duas primeiras chicanes deveriam seguir o estilo da Ascari e ter mais fluidez, talvez como as chicanes Mulsanne, em Le Mans – que são curvas de velocidade média, desafiadoras sem ser lentas demais. Creio que mudanças como essas poderiam dar à pista um novo ar e manter o espírito desafiador para os pilotos”, encerrou.

Próxima Fórmula 1 matéria
Lotus diz ainda esperar “grandes coisas” de Maldonado em 2015

Previous article

Lotus diz ainda esperar “grandes coisas” de Maldonado em 2015

Next article

Chefe da Toro Rosso se diz “mais que satisfeito” com sua dupla

Chefe da Toro Rosso se diz “mais que satisfeito” com sua dupla
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Itália
Localização Autodromo Nazionale Monza
Pilotos Vitantonio Liuzzi , Emanuele Pirro
Autor Sam Smith
Tipo de matéria Últimas notícias