Pilotos pedem por uso do DRS em curva 130R de Suzuka

compartilhar
comentários
Pilotos pedem por uso do DRS em curva 130R de Suzuka
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
4 de out de 2018 13:42

Sergio Pérez acredita que Suzuka deveria ter uma zona de DRS na reta oposta, o que forçaria os pilotos a arriscar em fzer a famosa 130R com a asa traseira aberta.

A FIA vem experimentando ao colocar novas zonas de DRS ou prolongar as já existentes na tentativa de aumentar as ultrapassagens.

No entanto, ela optou por não estender a zona na reta de chegada, já que a primeira curva tem uma tomada agressiva. A entidade também julgou o DRS inapropriado para a 130R após a reclamação dos pilotos em Silverstone.

Os pilotos puderam usar o DRS na primeira curva de Silverstone, que é feita de pé embaixo, mas Pérez disse: “A curva 1 de Silverstone é muito mais difícil do que a 130R.”

“Se você quiser tirar o pé e depois retornar ao DRS, é totalmente sua escolha. Haverá pilotos que assumem maior risco que outros, mas é preciso deixar isso na mão do piloto, e acho que somos bons o bastante para fazer isso.”

Pérez e Charles Leclerc esperam que o assunto seja abordado na reunião de pilotos com a direção de prova, na sexta-feira.

Leclerc disse que uma segunda zona de DRS “provavelmente faria sentido”, sendo que Lance Stroll e Esteban Ocon fizeram coro ao pedido.

Stroll disse que, independentemente se a 130R será feita de pé embaixo ou não, “provavelmente não é essa a razão para que conversemos sobre uma zona de DRS na reta oposta”.

“Acho que isso só pode ajudar nas ultrapassagens. Já é uma pista que, devido à sua natureza, é muito difícil acompanhar [o carro da frente] nas curvas de alta velocidade”, disse o canadense.

Ocon concordou que seria “ainda mais difícil do que a primeira curva de Silverstone” e acrescentou: “Isso só pode ajudar nas ultrapassagens na última chicane.”

“Na corrida, ela provavelmente não seria feita de pé cravado, especialmente seguindo outros carros, mas em classificação pode ser um desafio interessante.”

Piloto da Ferrari, Sebastian Vettel não é um fã do DRS e comparou no começo do ano a adição de uma terceira zona na Áustria a “jogar Mario Kart”.

Ele voltou afazer a mesma referência em Suzuka, dizendo: “Agora estamos no Japão. Seria mais divertido jogar bananas para fora do cockpit, então talvez isso seria uma ideia melhor do que ter o DRS.”

Piloto da Haas, Romain Grosjean concordou que o DRS não é a solução perfeita, mas concordou que ela pode ser necessária.

“No geral, acho que o DRS não é ótimo, mas, por outro lado, é a única forma de conseguir ultrapassagens no momento”, disse,  acrescentando que isso poderia abrir ainda mais vantagem entre as equipes de ponta e o pelotão intermediário.

“A Red Bull tem pressão aerodinâmica para manter aberto no 130R. Nós provavelmente não faríamos isso, então a diferença seria ainda maior do que já é.”

Max Verstappen concordou que a 130R seria possível para a Red Bull com o DRS aberto, acrescentando: “Faríamos logo a primeira volta com o DRS aberto.”

Esteban Ocon, Sahara Force India VJM10

Esteban Ocon, Sahara Force India VJM10

Photo by: Sutton Images

Próxima Fórmula 1 matéria
Vettel: Ferrari não “perdeu direção” apesar de derrotas

Previous article

Vettel: Ferrari não “perdeu direção” apesar de derrotas

Next article

Toro Rosso espera fazer “ajuste fino” em novo motor Honda

Toro Rosso espera fazer “ajuste fino” em novo motor Honda
Load comments