Pilotos podem ter sistema de "pontos na carteira" em 2013

FIA planeja introduzir sistema semelhante ao usado no trânsito para penalizar mais duramente os reincidentes

A FIA quer introduzir na Fórmula 1 um sistema semelhante aos pontos acumulados na carteira de trânsito para punir com mais rigor pilotos que se meterem em confusão a partir do ano que vem.

Atualmente, os comissários podem aplicar punições mais duras a reincidentes, chegando a suspensões, como no caso de Romain Grosjean após o GP da Bélgica, mas a decisão é subjetiva. Há ainda a determinação de punir quem recebe quatro reprimendas ao longo da temporada com a perda de 10 posições no grid, mas a FIA quer ampliar essas penas cumulativas.

“Gostaríamos de ver um sistema, e até vamos discutir isso com as equipes na próxima quarta-feira no Brasil, que seja similar ao que existe para a carteira de motorista. Você acumularia pontos na superlicença e se chegar a 12, ou seja qual for o número, você fica de fora por uma corrida”, explicou o diretor de corridas da FIA, Charlie Whiting.

Os pontos seriam dados em relação às infrações. “Você teria pontos por todos os tipos de punição. No momento, se você tem uma reprimenda por se atrasar para uma coletiva de imprensa ou para o desfile dos pilotos, isso não leva à perda de posições no grid – só infrações de pilotagem. Mudando a abordagem – mesmo se for um ponto para um e dois para outro – tudo isso contaria. É algo que temos de ver mas provavelmente não é simples, mas nada é na Fórmula 1.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias