Pilotos querem pneus mais duráveis para F1 em 2017

compartilhar
comentários
Pilotos querem pneus mais duráveis para F1 em 2017
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
25 de jan de 2016 15:03

A Pirelli tem recebido pedidos dos pilotos para repensar conceito dos pneus para 2017; objetivo é poder andar rápido o tempo todo em vez de ter que poupar borracha durante corridas

Pneus Pirelli
Pirelli tyres
Pirelli tires
Niki Lauda, Mercedes com Paul Hembery, Pirelli Motorsport
Jun Matsuzaki, Sahara Force India F1 Team Senior Tyre Engineer with Pirelli tyres
Romain Grosjean, Lotus F1 Team com Alex Wurz, e Sebastian Vettel, Ferrari
Felipe Massa, Williams com Alex Wurz
Mercedes AMG F1 Pirelli tyres

Os pilotos da Fórmula 1 querem pneus mais duráveis para a temporada 2017. Quando a Pirelli retornou à categoria, em 2011, o pedido da F1 foi no sentido de uma borracha com maior nível de degradação, buscando melhorar o espetáculo e modificar a relação de forças durante as corridas.

No entanto, tal abordagem deixou os pilotos um tanto quanto frustrados, pois eles acabaram tendo que administrar o estado dos pneus durante as provas em vez de andar rápido o tempo todo. Após discussões dentro da GPDA (Grand Prix Drivers' Association), impulsionada pelos resultados da pesquisa global feita pela associação dos pilotos, há o pedido por mudanças.

Alex Wurz, presidente da GPDA, diz que os pilotos são unânimes no desejo de pneus mais duráveis, pois o desejo deles é proporcionar um espetáculo mais emocionante aos fãs. "os pilotos deixaram bem claro que gostariam que a Pirelli produzisse um pneu mais rápido em curvas e seguro", disse Wurz à BBC.

 

 

"Se nossa vontade for atendida, teremos pilotos felizes. Com isso, veremos performances autênticas e honestas, uma boa imagem do produto e os carros apresentarão o máximo de performance. É o que queremos e, de acordo com a pesquisa que fizemos no ano passado, o que os fãs esperam", afirmou.

Opinião dos fãs

Na pesquisa da GPDA, conduzida em parceria com o Motorsport.com, os fãs deixaram claro que desejam que a F1 proporcione mais espetáculo sem que seja necessário o uso de artifícios - apenas 13% foram a favor de pneus com alto nível de desgaste.

Pilotos e representantes das equipes devem se encontrar com a Pirelli antes do início da temporada para conversar sobre o que pode ser feito para 2017, quando pneus mais largos devem ser introduzidos novamente na categoria.

Os dirigentes da fabricante italiana declararam publicamente em mais de uma situação que não há problema em adotar qualquer diretriz que a categoria deseje.

Preocupação com a segurança

Embora o conceito de pneus mais velozes possa parecer uma ideia oposta ao desejo de mais segurança para os pilotos, Wurz acredita que não haverá problemas nesse sentido.

"Os níveis de segurança dos carros e das pistas foram pensados levando em consideração as altas velocidades. Já vimos carros mais rápidos nas curvas no passado. Em 2009, por exemplo, os carros eram praticamente 50km/h mais velozes no contorno de curvas", disse.

"Ao mesmo tempo em que nós, pilotos, queremos minimizar os riscos - fazendo uso das novas tecnologias e todo o know-how desenvolvido pela F1 ao longo dos anos - sabemos dos riscos inerentes ao entrar em uma pista de corrida", completou.

Próxima Fórmula 1 matéria
Vandoorne crê que Magnussen mereça estar na F1

Previous article

Vandoorne crê que Magnussen mereça estar na F1

Next article

Honda nega que motor de 2016 tenha 220 cv a mais

Honda nega que motor de 2016 tenha 220 cv a mais
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias