Pilotos reclamam de pneus; Pirelli diz que desgaste não é excessivo

compartilhar
comentários
Pilotos reclamam de pneus; Pirelli diz que desgaste não é excessivo
Por: Bruno Vicaria
8 de abr de 2011 07:00

Na opinião de pilotos como Alonso, Massa e Barrichello, corrida deste domingo deve ser de muitos pit stops, por conta de desgaste

Estado dos pneus Pirelli após o segundo treino livre

O assunto do primeiro dia de treinos para o GP da Malásia não podia ser outro a não ser os pneus. Os compostos trazidos pela Pirelli para o circuito de Sepang não resistiram às altas temperaturas (a pista chegou a 50ºC nesta sexta-feira), o que fez os pneus duros durarem até menos que os macios.

"Os pneus duros estão escorregando muito. O problema da Pirelli não é esfarelar, pois a questão é de 'usura', mesmo, do pneu. Ele tem um uso de borracha que você consome mais quando escorrega e chega na manta do pneu. Essa é a razão pela qual o duro gasta mais", relata Rubens Barrichello, da Williams, em entrevista acompanhada pelo TotalRace. Ele crê em situação pior que a de Barcelona, na pré-temporada.
 
"Estamos de volta para a degradação de Barcelona e, pior: aqui, que é mais quente e o asfalto bateu nos 50ºC, o pneu duro durou quatro voltas. O mole aguentou um pouco mais, mas não tanto", analisa. Da mesma opinião partilha Fernando Alonso, da Ferrari. 
 
"É uma situação parecida com a dos testes do inverno: mais desgaste do que tivemos em Melbourne. Aqui, para mim, será impossível fazer apenas uma parada. Os pneus macios são melhores, tanto para uma volta como para long-runs", analisa o espanhol. Já seu parceiro, Felipe Massa, relata que os dois tipos perdem rendimento muito rápido.
 
"O pneu mole é mais rápido que o duro. Já existe uma grande diferença no começo, mas que acaba rápido. O pneu duro é lento no início, mas também acaba rápido. A situação não será tão simples, assim", reflete.

Na Red Bull, os pilotos preferiram fazer mistério em relação ao desempenho dos pneus. "Os meus estão durando algo entre 5 e 25 voltas", afirmou Mark Webber antes de desaparecer para a reunião de debriefing com os engenheiros da equipe.
 
O número de paradas que devem acontecer na corrida varia muito na opinião dos pilotos. "Tranquilamente, faremos três paradas; talvez até mais", diz Massa. "No domingo sempre melhora, mas por hoje, a gente calcula cinco. Caso chova, porém teremos outra visão da prova. Se chover antes da largada e a corrida for no seco, a borracha boa vai embora, o que piora o uso do pneu", completa Barrichello.
 
Na opinião de Paul Hembery, da Pirelli, desgaste não é excessivo e o problema é de fácil administração: "No começo do projeto, nós acertamos que teríamos um pneu que se desgastasse mais. Faz parte da estratégia para aumentar o show. Assim, podemos ter carros com pneus novos mais rápidos que aqueles em fim de 'stint'. E, com isso, mais ultrapassagens. O desgaste está alto, mas não excessivo. Deve ser possível administrar."
 
Contudo, o dirigente prefere não tecer maiores comentários até estudar o relatório de comportamento dos pneus na corrida de domingo: "Temos de esperar até domingo à noite para avaliar. Essa corrida é dramaticamente mais agressiva que Melbourne."
 
Veterano do grid, Barrichello já correu com três marcas diferentes na carreira (Goodyear, Bridgestone e Pirelli) e aposta: quem conseguir administrar os pneus e parar o mínimo possível nos boxes será o favorito para a vitória. "A corrida será daquelas equipes que souberem olhar melhor os pneus. Quem optar por uma estrategia de menos paradas, conservando os pneus, vai conseguir. O problema é que o pneu não fala quando piora. É como um botão: apertou, acabou".
 
Caso chova, a situação não deve mudar muito, segundo Rubinho: "A gente tem pouco conhecimento dos pneus de chuva, mas aquilo que aconteceu em duas pistas foi muito parecido. Eles deterioram rápido e o intermediario dura mais tempo, mas é duro e escorrega. Se não tiver muita chuva, é o pneu a ser usado."
 
(Colaboraram Felipe Motta e Luis Fernando Ramos, de Sepang)
Próxima Fórmula 1 matéria
Barrichello diz que pode evoluir mais duas posições

Previous article

Barrichello diz que pode evoluir mais duas posições

Next article

"Não foi um dia muito bom", comenta Massa, sexto

"Não foi um dia muito bom", comenta Massa, sexto

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Autor Bruno Vicaria
Tipo de matéria Últimas notícias