Pirelli acredita em evolução após testes em piso molhado

Fabricante italiana crê que protótipo usado nos treinos desta semana poderão ser utilizados já em 2016

O início da semana foi marcado pelos testes de pneus de chuva monitorados pela Pirelli em Paul Ricard, na França. O gerente esportivo da fabricante italiana, Mario Isola, afirmou que foram dias positivos, mas que também ainda era muito cedo para qualquer conclusão.

"É quase impossível agora avaliarmos os testes, porque precisamos analisar os dados", disse Isola.

"Não é fácil darmos um prazo, mas acredito que por volta de uma semana podermos falar sobre qualquer conclusão. A primeira impressão é que temos um bom composto e que algumas modificações de configuração funcionaram bem. Estamos confiantes nestes protótipos."

Caso os dados sejam conclusivos, Isola não descarta o uso dos pneus ainda em 2016.

"Se tivermos um novo produto a partir deste teste, em seguida, vamos apresentá-lo durante a temporada. É algo que queremos fazer o mais rapidamente possível", acrescentou.

Raikkonen (in)feliz

Isola minimizou os comentários de Kimi Raikkonen, após o primeiro dia de testes, em que disse que não estava convencido sobre a eficiência da nova borracha.

"Ontem Kimi estava testando diferentes protótipos em condições muito molhadas", acrescentou Isola. "Ele não estava infeliz, pelo que eu sei."

"Ele não encontrou grandes diferenças, mas isso era esperado porque, como eu disse, um dos alvos era ter um protótipo que fosse um pouco melhor para condições de piso molhado ao extremo."

Entrevistado por Benjamin Vinel

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento Teste de janeiro em Paul Ricard
Pista Circuit Paul Ricard
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags pirelli