Pirelli anuncia compostos para as três próximas etapas

Fornecedora levará pneus mais duros de sua escala para Bélgica e Itália e vai de médio e supermacio em Cingapura

A Pirelli anunciou quais pneus levará para as primeiras três provas da segunda metade da temporada, disputadas após a pausa de agosto.

Para o GP da Bélgica, a fornecedora levará seus compostos mais resistentes – duro e médio. As curvas rápidas e de raio longo do circuito de Spa serão um teste crucial para os novos pneus, que unem a estrutura de 2012 aos compostos de 2013 e estreiam neste final de semana, no GP da Hungria.

Para o GP da Itália, etapa seguinte, novamente serão usados os compostos mais duros. Apesar de ter menos curvas, o circuito de Monza é de altíssima velocidade e tem áreas de frenagem muito fortes.

Já para a prova de Cingapura, a Pirelli optou pela combinação médio e supermacio, que foi usada pela última vez no GP do Canadá. O pneu mais macio da escala geralmente é usado em circuitos de rua para melhorar a aderência, especialmente em classificação.

Confira as escolhas da Pirelli em 2012:

Austrália - médio, supermacio

Malásia - duro, médio

China - médio, macio

Bahrein - duro, médio

Espanha - duro, médio

Mônaco - supermacio, macio

Canadá - supermacio, médio

Grã-Bretanha - médio, duro

Alemanha - macio, médio          

Hungria - macio, médio

Bélgica - médio, duro

Itália - médio, duro

Cingapura - supermacio, médio

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias