Pirelli: Kubica precisa de mais tempo para mostrar ritmo

compartilhar
comentários
Pirelli: Kubica precisa de mais tempo para mostrar ritmo
12 de jan de 2018 10:06

Mario Isola, diretor esportivo da fornecedora da pneus da F1, acredita que polonês deu bons sinais nos testes que realizou em 2017

Robert Kubica, Williams
Robert Kubica speaks to Julia Piquet
Robert Kubica, Williams FW40
Robert Kubica, Williams FW40
Robert Kubica, Williams FW40
Robert Kubica, Williams
Robert Kubica, Williams FW40
Robert Kubica, Williams
Robert Kubica, Williams FW40
Robert Kubica, Williams FW40
Robert Kubica

Diretor esportivo da Pirelli, Mario Isola elogiou a postura de Robert Kubica durante os testes da F1 e indicou que o polonês precisa de mais tempo para conseguir apresentar seu potencial completo nas pistas.

Kubica voltou às atividades oficiais da categoria de forma surpreendente em 2017, guiando um carro da F1 pela primeira vez desde que sofreu um grave acidente de rali, em 2011, que provocou lesões no lado direito de seu corpo.

O piloto realizou testes tanto por Renault quanto por Williams. Aos 33 anos, ele tenta retornar ao grid em tempo integral, embora entenda-se que ele não deva ser o escolhido na única vaga que ainda segue em aberto, na Williams.

Para Isola, Kubica ainda possui o necessário para guiar em alto nível, mas que, devido à sua inatividade, ainda é preciso mais tempo para ele reencontrar sua forma.

“Eu acredito que Robert seja um piloto profissional com muita experiência, mesmo que ele não guiasse um F1 há muito tempo. Mas ele tem o feeling”, disse Isola ao site americano Racer.

“Obviamente, eu estava lhe pedindo algumas opiniões sobre os pneus e ele tem uma ideia precisa de performance, desgaste, como guiar e assim por diante.

Ficou claro que, para um piloto que não guia um carro de F1 há seis ou sete anos, e o carro que ele está guiando é completamente diferente daquele que ele deixou quando parou, por causa da pressão aerodinâmica, dos pneus e tudo mais, ele conseguiu se adaptar rapidamente.”

“Mas você não pode fingir que qualquer piloto que entre no carro será mais rápido que um piloto que se envolveu em vários testes ou várias corridas. Dê a ele tempo para se adaptar e nos mostrar seu potencial completo. Acredito que ele ainda seja um piloto muito rápido.”

Isola elogiou a abordagem simples e direta de Kubica na avaliação dos pneus. “Em seus comentários, ele é muito honesto. Ele não está tentando nos enrolar. Se ele gosta de um pneu, ele te fala: ‘Eu gosto disso, mas não gosto daquilo por esta ou aquela razão’. E é o comentário perfeito para nós. É o que precisamos saber.”

“Você não precisa dizer: ‘Sim, é bom, mas...’ Apenas me diga que não é bom, porque aí precisamos trabalhar nisso. E, se for bom, então será bom saber que temos um bom produto.”

Próxima Fórmula 1 matéria
F1 avalia mudança na formação do grid das provas

Previous article

F1 avalia mudança na formação do grid das provas

Next article

Pérez: a pressão agora está em Ocon

Pérez: a pressão agora está em Ocon

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Robert Kubica
Tipo de matéria Últimas notícias