Pirelli marca testes de pneus de pista molhada em Paul Ricard

compartilhar
comentários
Pirelli marca testes de pneus de pista molhada em Paul Ricard
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
Traduzido por: Gabriel Carvalho
25 de jul de 2015 11:24

O Motorsport.com pode confirmar que a fabricante de pneus fará dois dias de testes em piso molhado no circuito francês

Pneus Pirelli
Pneus Pirelli sendo lavados pelos mecânicos da Williams

A Pirelli organizou e fará, nos dias 25 e 26 de janeiro de 2016, duas sessões de testes em pista molhada, com carros deste ano. A fabricante de pneus utilizará o sistema que o circuito francês possui para molhar a pista e avaliar novos compostos para estas condições.

Apenas teste de pneus

A Pirelli tenta há tempos organizar um teste em pista molhada. Paul Ricard é um circuito que oferece condições de molhar o asfalto de maneira controlada. A última tentativa da fabricante de pneus de testar pneus de chuva foi em Jerez de la Frontera, quando utilizou um trator para molhar o asfalto.

Paul Hembery, diretor de competições da fornecedora de compostos para a F1, falou sobre o assunto. “O plano é ir até Paul Ricard em janeiro. Você precisa ir para um circuito em que seja possível molhar a pista de maneira controlada. Além disso, (Paul Ricard) é um dos poucos lugares em que as condições climáticas são favoráveis naquela época do ano”, observou.

Hembery também disse que todas as equipes do grid foram convidadas a participar dos dois dias de teste – apesar de, como em todos os testes de pneus, não ser permitido qualquer tipo de alteração ou tentativa de desenvolvimento dos carros. “Precisamos de apenas um carro para este tipo de teste. Estendemos o convite a todas as equipes e se elas puderem comparecer será ótimo”, comentou.

Novos pneus para o GP da Austrália de 2016

Além disso, o dirigente explicou que, como a temporada do próximo ano começa mais tarde (em abril), há tempo hábil para que os compostos testados em Paul Ricard estejam prontos para o GP da Austrália, prova que abre o campeonato.

“É para o design dos pneus do próximo ano. Como a temporada começará um pouco mais tarde, isso nos ajudará. Se o campeonato começasse na época em que sempre começou, talvez (testar em janeiro) fosse tarde demais”, observou, dizendo em seguida que a Pirelli gostaria de fazer mais testes para poder atender às exigências da F1 com precisão.

“Qualquer teste para nós é positivo. Gostaríamos de testar mais, na verdade. Querem que façamos pneus para dois ou três pit stops por corrida, mas neste ano temos ficado mais próximos de um. A margem é realmente pequena e, quando você analisa os dados, cinco ou dez segundos são o suficiente para ir de uma estratégia a outra. Alcançar este nível de precisão sem fazer testes é muito difícil, por isso precisamos testar mais, especialmente pelos compostos, nem tanto pela estrutura do pneu”, concluiu.

Paul Ricard será uma novidade para muitos pilotos do grid atual, já que a última vez que a F1 realizou testes na pista foi em 2008.

Próxima Fórmula 1 matéria
Tranquilo, Hamilton despacha adversários e lidera terceiro treino livre

Previous article

Tranquilo, Hamilton despacha adversários e lidera terceiro treino livre

Next article

Absoluto, Hamilton crava 47ª pole na Hungria 0.5s à frente do resto

Absoluto, Hamilton crava 47ª pole na Hungria 0.5s à frente do resto
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias