Pirelli revela que optou por não ter Mercedes em teste

Fabricante italiana diz que presença de um time a mais poderia prejudicar treino de pneus em pista molhada

Para quem estranhou a ausência da atual bicampeã do mundo Mercedes no teste de pneus na chuva desta semana em Paul Ricard, a Pirelli justificou sua opção. Mario Isola, membro da fabricante, disse que o time até se voluntariou para ir ao teste, mas poderia atrapalhar a atividade.

Isso porque a presença de mais um carro na pista poderia fazê-la secar mais rápido. As equipes presentes no teste foram Ferrari, McLaren e Red Bull – nenhuma que utiliza unidade da Mercedes foi à França.

 

"Dissemos que estávamos satisfeitos com o número de carros na pista", disse Isola. "Com mais de três equipes, seríamos obrigados a separá-las, porque os carros tirariam muita água da pista. Com 10 carros seria impossível fazer um teste no molhado.”

"Quando a Mercedes soube que precisávamos de apenas três carros, nos disseram que se precisássemos poderiam vir, caso contrário, não. Não que eles estivessem indisponíveis. Com três carros que estava tudo bem."

A Pirelli também disse que Paul Ricard foi selecionada entre outros circuitos pois era o local de acesso mais fácil para todas as equipes.

"Esta é a configuração do circuito que pode ser molhada (com 3,8 km). E nós a conhecemos muito bem, porque já testamos também com carros GT aqui", acrescentou Isola.

O teste teve 639 voltas completas pelas três equipes presentes.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags pirelli