Pirelli se defende e garante que novo pneu dura até 14 voltas a mais

compartilhar
comentários
Pirelli se defende e garante que novo pneu dura até 14 voltas a mais
Por: Julianne Cerasoli
20 de mai de 2011 19:38

Paul Hembery explica que, por ser mais lenta e durável, novidade servirá para mexer nas estratégias de corrida

O quebra-cabeça dos pneus está em jogo novamente

A estreia para valer do novo composto de pneu duro da Pirelli esteve longe de ser um sucesso entre os pilotos. A borracha, que já estava disponível para testes na Malásia e na Turquia, foi considerada dura demais por vários pilotos.

De acordo com o diretor esportivo da Pirelli, Paul Hembery, o objetivo do novo composto parece estar bem encaminhado: tendo à disposição um pneu bem mais lento – cerca de 2s – e muito mais durável – de 10 a 14 voltas –, as equipes terão que quebrar a cabeça na hora de determinar a estratégia.

“O outro pneu duro durava uma ou das voltas mais que o macio e tinha uma desvantagem de performance, então não ajudava na estratégia. O que vimos agora – e há variações entre os times, tenho que dizer – foram de 10 a 14 voltas de diferença entre os compostos duros e macios. Alguns times têm uma estimativa melhor que outros, mas não vou dizer quais são porque isso será muito importante para sua estratégia”, assegurou Hembery.

Mesmo reconhecendo que os tempos de volta foram mais lentos que o esperado, o homem-forte da Pirelli defendeu a novidade.

“Em termos de performance, vimos cerca de dois segundos de diferença, o que tenho que admitir que é mais do que houve nos testes. O macio está se degradando a um décimo por volta e o duro, dois. Então é claro que haverá um cruzamento, o que significa que o pneu duro vai entrar como parte da estratégia pela primeira vez.”

De acordo com Hembery, caso a empresa italiana não tivesse modificado o pneu, provavelmente as estratégias seriam muito parecidas, pois as equipes já conheciam bem os compostos.

“Teríamos o mesmo cenário que Istambul, com quatro paradas, caso não mudássemos o pneu. Desse ponto de vista, o novo composto vai modificar a estratégia, porque agora eles têm pneus com vidas diferentes. Pode ser que alguém tente ir a duas paradas.”

Hembery confirmou ainda que Lucas Di Grassi testará para a marca italiana em Jerez, em duas semanas.

 

Próxima Fórmula 1 matéria
Newey diz que morte de Senna o fez perder o cabelo

Previous article

Newey diz que morte de Senna o fez perder o cabelo

Next article

Embalada, Renault quer aproveitar fase em Mônaco

Embalada, Renault quer aproveitar fase em Mônaco
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Julianne Cerasoli
Tipo de matéria Últimas notícias