Pirelli usa o GP do Brasil como plataforma de negócios

compartilhar
comentários
Pirelli usa o GP do Brasil como plataforma de negócios
Por: Julianne Cerasoli
18 de nov de 2011 07:54

Diretor esportivo da marca revela com exclusividade ao TotalRace a grande importância do país para os italianos

Largada do GP Brasil de 2010

Um clima de festa em meio a oportunidades de negócios e a sensação de dever cumprido. É com essa mescla que a Pirelli desembarca não apenas para um de seus mercados mais importantes, como também para a última etapa da temporada, no Brasil.

“Já estive no Brasil várias vezes”, revela o diretor esportivo da marca, Paul Hembery, com exclusividade ao TotalRace. “Para a Pirelli, é um país extremamente importante em termos de negócios; é um de nossos principais mercados ao redor do mundo. Também marca o final da temporada, o que significa para nós que finalmente completamos uma temporada na F-1 – até que cheguemos lá, não podemos dizer que fizemos totalmente nosso trabalho. Vai ser uma grande festa.”

Hembery revela que a etapa brasileira receberá atenção especial dos cabeças da marca italiana, que vê um grande potencial de negócios para o país.

“Sei que nossos chefes estarão lá porque é um mercado muito importante, acabamos de fazer um grande investimento na América do Sul. Eles estarão lá falando com o governo e setores privados e nos usando como plataforma de negócio por meio do evento esportivo. E também estarão lá para agredecer todo o apoio das equipes.”

Mas não é apenas pelo dinheiro que o Brasil atrai. O britânico destacou o clima diferente nas arquibancadas de Interlagos.

“Os fãs são muito apaixonados. Há alguns lugares para os quais a F-1 vai que têm uma atmosfera especial e Interlagos é um deles. É um lugar histórico para a categoria e é um prazer estar nesse tipo de ambiente.”

Para Hembery, esse tipo de clima faz com que seja impossível para qualquer estrangeiro esquecer que está em um país diferente.

“Devido a essa paixão, você sabe que está no Brasil, que não é como nenhum outro lugar. É um país com muita cor, com pessoas que gostam de suas vidas e acho que isso torna o lugar único. É algo que você gostaria de ver em outros lugares ao redor do mundo. Às vezes você vai a lugares em que tudo parece muito igual. No Brasil, você percebe que está em um lugar diferente.”

(colaborou Luis Fernando Ramos)

Próxima Fórmula 1 matéria
GP Brasil: Traçado, torcida e até churrascaria fazem sucesso com pilotos

Previous article

GP Brasil: Traçado, torcida e até churrascaria fazem sucesso com pilotos

Next article

Petrov critica duramente a Renault: "Não consigo mais ficar calado"

Petrov critica duramente a Renault: "Não consigo mais ficar calado"
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Autor Julianne Cerasoli
Tipo de matéria Últimas notícias