Pivô de escândalo na F-1 em 2007, Nigel Stepney morre aos 56 anos

compartilhar
comentários
Pivô de escândalo na F-1 em 2007, Nigel Stepney morre aos 56 anos
Por: Gabriel Lima
2 de mai de 2014 13:38

Ex-componente de Ferrari, Lotus, Benetton e Shadow, Stepney sofreu acidente automotivo no início desta manhã

Afastado da Fórmula 1 desde 2007, após o escândalo "Spygate", no qual passou informações confidenciais de desenvolvimento da Ferrari para Mike Coughlan, na época na McLaren, o britânico Nigel Stepney morreu no início desta manhã em um acidente automotivo no Reino Unido, na cidade de Kent, sul da Inglaterra.

Stepney começou na Fórmula 1 em 1977 pela equipe Shadow, passando pela Lotus, Benetton e participando dos cinco títulos de Michael Schumacher nos anos dourados da Ferrari, entre 2000 e 2004. Após o escândalo de 2007, o inglês voltou a trabalhar apenas em 2010, na equipe JRM sendo mecânico-chefe do time e ajudando a desenvolver o Nissan GT-R Nismo GT3.

"Do momento que se juntou à JRM em 2010, Nigel se tornou um membro vital da equipe e trouxe um nível de experiência em engenharia para nós que era incomparável", disse James Rumsey, dono da JRM.

"Um homem que projetou Ayrton Senna na Lotus e ajudou a guiar Michael Schumacher à cinco títulos mundiais na Fórmula 1 com a Ferrari era o candidato perfeito para estabelecer a JRM como uma equipe séria no automobilismo com base na estrutura que ele desempenhou na concretização dessa vontade. Isso nunca será subestimado ou esquecido.”

"Nigel era um competidor feroz e intenso, e sempre se esforçou para alcançarmos a excelência em nosso trabalho. Nós certamente não poderíamos ter alcançado o nosso nível de sucesso sem sua liderança e experiência. Longe da pista, ele era um membro focado, dirigido e apaixonado da JRM Group, e um pai amoroso à sua família.”

"O resto da equipe de engenharia e de corridas da JRM aprendeu uma quantidade inimaginável de Nigel nos quatro curtos anos que ele esteve com a gente, e sua morte nesta manhã chocou a todos. Hoje, o mundo do automobilismo perdeu um dos seus maiores personagens e competidores. Ele fará muita falta e enviamos nossas sinceras condolências à sua família e os vários amigos que ele deixa para trás."

Stepney deixa mulher e filha, Ash e Sabine.
Próxima Fórmula 1 matéria
Hamilton quer triunfar pela primeira vez na terra de Alonso

Previous article

Hamilton quer triunfar pela primeira vez na terra de Alonso

Next article

Pastor Maldonado não descarta Top 5 da Lotus na Espanha

Pastor Maldonado não descarta Top 5 da Lotus na Espanha
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Últimas notícias