Pneus e ritmo de corrida são preocupação de Schumacher

Alemão não se surpreende com primeiro lugar nos treinos, dado o ritmo em uma volta lançada de sua Mercedes

Schumacher está de olho no ritmo de corrida

Sem se surpreender com o primeiro tempo devido à atual forma da Mercedes em uma volta lançada, Michael Schumacher destacou o ritmo de corrida “agradável” que o W03 mostrou nos treinos livres para o GP da China.

“Nas últimas corridas vimos que estávamos bem em uma volta rápida, bem perto dos primeiros. Então não é tão incompreensível terminarmos uma sexta-feira na frente. Mas o importante são as sequências longas de voltas”, afirmou em entrevista acompanhada pelo TotalRace em Xangai.

O alemão, no entanto, não sabe dizer onde a Mercedes realmente está em relação aos rivais, por não ter conhecimento sobre os níveis de combustível utilizados.

“Meu sentimento em relação ao nosso ritmo se baseia nos tempos de volta. De forma geral, não estamos mal. O ritmo de corrida do carro está agradável como eu reconhecia no passado. O equilíbrio do carro é bem aceitável, mas o que estes tempos realmente significam é algo que eu não consigo avaliar agora.”

Schumacher destacou que os pneus Pirelli, que sofreram algumas alterações em relação ao ano passado, são ainda mais difíceis de compreender do que os que foram usados em 2011.

“A janela de trabalho dos pneus neste ano é menor em relação ao ano passado. A Pirelli fez um pneu que não era simples no ano passado e neste é ainda mais complicado. Ele tem uma característica que traz o desgaste num nível que torna os tempos de volta diferentes e, ao mesmo tempo, a janela ideal de funcionamento é bem restrita. Dependendo das condições de temperatura ambiente, fica uma loteria.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Michael Schumacher
Tipo de artigo Últimas notícias