Pneus vão movimentar a corrida da Índia, aposta Lotus

Engenheiro do time explica que escolha menos conservadora da Pirelli para próximo GP aumentará número de paradas

A corrida da Índia do ano passado foi uma das mais monótonas da temporada, com poucas lutas por posição e um Sebastian Vettel imbatível na ponta. Mas o chefe de operações de pista da Lotus, Alan Permane, acredita que o cenário será bem diferente no próximo final de semana. O motivo? Os pneus.

Em 2012, a opção da Pirelli foi levar à Índia os compostos duro e macio, o que acabou engessando as estratégias, pois o macio era o preferido da classificação e o duro, da corrida. Agora, a fornecedora optou pelo macio e médio, ambos menos resistentes do que os equivalentes do ano passado. Isso abre a possibilidade para que as equipes adotem táticas diferentes, dependendo do rendimento de seus carros.

“A mudança dos compostos deve fazer uma grande diferença na corrida, na qual vimos estratégias de uma parada, relacionadas à opção pelo pneu duro. A diferença entre os tipos de pneus vez com que todos se classificassem com o mesmo composto”, lembrou Permane.

“Neste ano, com o macio e médio, as possibilidades estratégicas aumentam. Deve ser uma corrida bem mais interessante, com alguns pilotos fazendo duas e outros, três paradas.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Índia
Tipo de artigo Últimas notícias