"Poderia ter conseguido mais", diz um frustrado Ricciardo

Australiano superou o companheiro Vettel pela quinta vez em seis provas; alemão teve problemas no Kers

Daniel Ricciardo chegou a se colocar entre as Mercedes no último treino livre antes da classificação, mas saiu do treino frustrado com a terceira colocação no grid. O australiano da Red Bull, que ficou a quatro décimos da pole, acredita que poderia ter feito um tempo melhor.

[publicidade]Tanto, que se surpreendeu quando chegou à coletiva de imprensa e percebeu que não era o único infeliz: a tensão era grande entre os companheiros Nico Rosberg e Lewis Hamilton após a bandeira amarela provocada pelo alemão no final do treino.

“Achava que eu seria aquele me lamentando na coletiva de imprensa, mas foi um pouco estranho em alguns momentos”, disse Ricciardo. “Acho que nós três não parecemos muito contentes com nós mesmos. Acho que podíamos ter feito mais. Lutamos muito com o carro na classificação, tentando tirar um pouco mais. Achei que estava bem, mas perdi completamente a traseira na curva 8 e minha volta acabou depois disso. Estou frustrado, acho que poderia estar muito mais perto.”

Quarto no grid, Vettel teve problemas com seu Kers durante toda a sessão. O sistema ora conseguia recuperar toda energia necessária, ora não. “Conseguimos tirar mais ou menos tudo do carro mas os problemas começaram no meio do Q1. Perdi a habilidade de descarregar a energia normalmente”, revelou o alemão, que crê que perdeu cerca de quatro décimos com o problema.

“Tive que contar só com o motor. O Kers parava e voltava, até na mesma reta. Obviamente, principalmente no começo da aceleração é quando você perde muito tempo de volta. No final, acho que conseguimos andar perto do máximo, o que nos deu mais consistência, mas acho que a potência não estava em seu nível máximo.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias