Pódio em Baku não foi uma coincidência, diz Pérez

Sergio Pérez diz que "não foi uma coincidência" a Force India conseguir terminar no pódio no GP do Azerbaijão, apesar de o mexicano trocar o bico de seu carro após a primeira volta

Na largada do GP do Azerbaijão, Sergio Pérez caiu para o 15º lugar, mas cruzu a linha de chegada no terceiro lugar, ultrapassando o ex-líder do campeonato Sebastian Vettel - que sofreu com o desgaste de seus pneus - nas últimas voltas.

Foi a quinta vez que o mexicano terminou uma corrida em terceiro lugar com a Force India, desde que ingressou na equipe em 2014.

"Obviamente, este resultado é uma coincidência com tantas coisas acontecendo", disse Perez.

"Mas não é uma coincidência que estamos sempre lá para receber qualquer coisa que nos seja oferecida”.

"Acho que a nossa batalha não está aqui, para ser honesto, é o meio de campo e, finalmente, temos muitos pontos hoje com este pódio, e podemos fechar a lacuna para os carros à frente, para os Renaults”.

"Acho que fomos definitivamente o quarto melhor time".

O chefe de operações da Force India, Otmar Szafnauer, disse que o resultado compensou a frustração de 2017, quando Pérez e seu companheiro de equipe, Esteban Ocon, colidiram.

"No ano passado foi merecido", disse Szafnauer ao Motorsport.com. "Definitivamente tivemos o ritmo de ter os dois carros no pódio, mas batemos e estragamos tudo. Hoje tivemos dois incidentes na primeira volta".

"Um foi terminal com Esteban. Mas no outro, todo o lado da asa da frente sumiu, a placa da asa dianteira estava completamente perdida. Tivemos alguns danos no difusor também. Então entramos, trocamos a asa dianteira e nos recuperamos".

Szafnauer fez questão de elogiar Perez por sua capacidade de aproveitar uma oportunidade.

"Ele é muito bom. A manobra de ultrapassagem em Stroll eu achei ótima. Eles têm a mesma unidade de potência que nós, então não houve vantagem".

"Então ele teve que frear muito, muito tarde, mas ele fez um belo trabalho e acertou. Eu pensei que ele fosse muito tarde, eu pensei que ele iria travar as rodas, mas ele não o fez e conseguiu passar sem nunca olhar para trás. Ele passou Grosjean muito facilmente. Ele é ótimo em um domingo”.

"Bottas teve seus problemas, mas ainda assim tivemos que derrotar Vettel. Ele pode ter visto seu pneu no chão, mas acho que no fim o Checo era mais rápido do que qualquer um na pista. Isso foi muito bom. Ele mereceu estar lá".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Force India
Tipo de artigo Últimas notícias