Pole, Rosberg tenta esconder jogo após Q2 estratégico

Alemão da Mercedes abriu mão dos pneus supermacios durante a segunda parte do treino para largar de pneus macios

A 23ª pole position de Nico Rosberg é um grande impulso para o piloto alemão conquistar sua segunda vitória no GP da China e a sexta seguida na carreira. Após ver o companheiro de equipe e concorrente direto, Lewis Hamilton, não passar sequer do Q1 com problemas mecânicos, o piloto alemão tem uma carta na manga para a prova de amanhã.

A regra diz que todos os pilotos que vão ao Q3 são obrigados a largar com os pneus com os quais fizeram o melhor tempo no Q2. E enquanto todos que foram à última fase do treino fizeram suas melhores voltas de supermacio, Rosberg fez seu tempo na segunda fase com os pneus macios e pode ter uma grande vantagem neste domingo.

Os supermacios da Pirelli não fizeram mais que 11 voltas na sexta-feira, o que significará que o início do GP poderá ter um congestionamento de pilotos nos pits. Porém, Nico estará fora disso, podendo ampliar muito mais seu primeiro stint de pneus macios.

“Não tenho muita certeza quanto à estratégia para ser sincero ainda”, minimizou.

“Mas acho que vai ser algo bom para nós começar a corrida com este pneu, devemos ter uma vantagem sobre os outros. Mas, como disse, não tenho certeza disso. Vamos discutir melhor isso à noite.”

“Estou feliz, é claro. Todo o final de semana foi muito bom. O carro estava muito bom hoje na classificação para conseguir uma boa volta e fazer a pole.”

“Não estou tão feliz quanto poderia, porque Lewis (Hamilton) teve problemas. Nossa luta não aconteceu. De qualquer forma, estou muito feliz.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Sub-evento Sábado
Pista Shanghai International Circuit
Pilotos Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias