Por halo, FIA altera luzes de largada em Melbourne

compartilhar
comentários
Por halo, FIA altera luzes de largada em Melbourne
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
22 de mar de 2018 09:57

Direção de prova posicionará um segundo jogo de luzes para evitar que os pilotos da frente do grid tenham problema de visibilidade com o halo

Practice starts
Circuit detail from around the circuit during the team's track walk
FIA Formula 1 Mercedes-AMG GTR Safety car and Mercedes-AMG C63 S Medical Car
Circuit detail from around the circuit during the team's track walk
Red lights are illuminated on the start gantry

A FIA estreará uma nova configuração de luzes de largada no GP da Austrália como resposta aos temores de possíveis problemas de visibilidade causados pela proteção de cockpit do halo.

Os pilotos poderão treinar largadas ao fim do primeiro e do segundo treinos livres, na sexta-feira, para que possam se acostumar à nova configuração.

As preocupações com visibilidade restrita fizeram com que Charlie Whiting, diretor de provas da FIA, instalasse um segundo jogo de luzes, que é mais baixo e posicionado 5m à frente das luzes principais, para ajudar os pilotos que estão à frente no grid e que podem ser atrapalhados pelo halo. Em Melbourne, estas serão deslocadas para a esquerda.

Anteriormente, o segundo jogo era instalado na metade do grid para dar aos pilotos que estavam na parte de trás do pelotão uma chance de ver as luzes, mas a FIA sente que, agora, ele terá mais utilidade na frente.

Também há uma altura padrão para as luzes principais, então os circuitos terão de construir uma estrutura naquela altura.

“Nós normalmente não permitimos treinos de largada no grid, porque temos um cronograma muito apertado”, disse Whiting.

“Com o halo, o que pedimos a todos os circuitos é que façam as luzes em uma altura padrão sobre a pista. Também colocamos um outro jogo de luzes, nesse caso deslocado para a esquerda.”

“Essas luzes repetidas normalmente eram na metade do grid, e elas foram instaladas mais ou menos em 2009, quando a asa traseira ficou mais alta nos carros. Alguns pilotos reclamaram que não podiam enxergar as luzes principais, então foi quando instalamos o jogo extra.”

“Mas agora as asas foram reduzidas, não há necessidade para essas luzes na metade do grid. Então, decidimos utilizá-las em outro lugar.”

“A pole position parece o pior cenário com o halo – talvez o piloto não consiga enxergar bem as luzes, ou só consegue ver metade delas, e talvez ele precise mover demais a sua cabeça.”

“Mas, agora, ele tem um outro jogo de luzes, que está 5m à frente. O que pensei é que seria uma boa ideia dar ao piloto uma visão dessas luzes em vez de fazer com que ele veja essa luz pela primeira vez no domingo à tarde.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Hamilton alerta Ricciardo para não arruinar relação com time

Previous article

Hamilton alerta Ricciardo para não arruinar relação com time

Next article

Não há ninguém como Senna, diz ex-preparador do brasileiro

Não há ninguém como Senna, diz ex-preparador do brasileiro

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Localização Melbourne Grand Prix Circuit
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias