Por patrocínio, Haas admite mudar de nome

Gunther Steiner diz que equipe estaria aberta a novas ideias envolvendo patrocinadores

A Haas está aberta a uma futura mudança de nome, mas não tem nada no horizonte, como no modelo do novo contrato da Alfa Romeo Sauber. O presidente da Ferrari, Sergio Marchionne, trouxe o nome da Alfa Romeo de volta à F1 ao usar o nome do time suíço como equipe B.

Perguntado pelo Motorsport.com se a Ferrari já havia proposto à Haas a obtenção da marca Alfa, o chefe da equipe, Gunther Steiner, respondeu: "Não, conosco nada".

Mas enquanto os rumores de que a Haas poderia estar na fila para uma ligação com a Maserati, Steiner disse que seu time estaria aberto a qualquer tipo de abordagem.

"Por que não? Estamos abertos sempre para conversas", disse ele. "Se alguém tem algumas ideias, com certeza estamos interessados nisso.”

"Mas é nossa prioridade? Talvez não."

O apoio primário da Haas em seus dois primeiros anos de F1 veio dos próprios negócios do fundador, Gene Haas. Steiner admitiu que isso não era o ideal e que os patrocinadores externos seriam necessários.

"Eu acho que é uma prioridade, é difícil conseguir patrocinadores", disse ele. "Você vê isso nas grandes equipes.”

"E para nós, como uma pequena equipe, é ainda mais difícil.”

"E então, o que precisamos evitar é se entregar de maneira muito barata, porque então você nunca se recuperará.”

"Se você se vende barato, você nunca mais ganha valor."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Haas F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias