Por final da Super Fórmula, Gasly não correrá GP dos EUA

Toro Rosso espera aproveitar oportunidade para testar outro piloto no lugar do francês para dupla em 2018

O Motorsport.com entende que Pierre Gasly deverá participar da decisão do título da Super Fórmula em Suzuka em vez de competir com a Toro Rosso no GP dos Estados Unidos da Fórmula 1 na próxima semana.

Campeão da GP2 em 2016, Gasly substituiu Daniil Kvyat na Toro Rosso a partir da Malásia e sugeriu no Japão que também correria em Austin.

No entanto, o consultor de automobilismo da Red Bull, Helmut Marko, disse que uma decisão final ainda não havia sido tomada sobre onde Gasly iria correr no fim de semana do dia 22 de outubro.

Para a Honda, futura fornecedora de motores da Toro Rosso, a prioridade era fazer Gasly correr em Austin, mesmo que isso significasse sacrificar o título da Super Fórmula a sua rival Toyota.

No entanto, a fabricante japonesa disse que receberia Gasly de volta ao Team Mugen se um piloto de substituto pudesse ser encontrado para esta corrida.

Chefe da Toro Rosso, Franz Tost quer ter outro piloto em seu segundo carro em Austin ao lado de Kvyat.

Como resultado, decidiu-se que Gasly, que está a 0,5 ponto do líder do campeonato da Super Fórmula, Hiroaki Ishiura, retornará ao Team Mugen para disputar o título.

Gasly, que é o favorito para dirigir para a Toro Rosso no próximo ano, deverá retornar à F1 para disputar as três últimas corridas, no México, Brasil e Abu Dhabi.

Ainda não está claro quem irá substituir Gasly em Toro Rosso em Austin. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1 , Super Fórmula
Pilotos Pierre Gasly
Equipes Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias