Prejudicado pela falta de treino, Massa consegue apenas o 11º no grid

Brasileiro bateu na sexta e, por isto, deu poucas voltas no fim de semana. Como resultado, acabou eliminado no Q2

Não tem sido um bom fim de semana para o brasileiro Felipe Massa em Silverstone. Depois de bater no segundo treino livre, ontem, o piloto da Ferrari andou pouco neste sábado antes do treino classificatório. Como também mal tinha ido pra pista no FP1, devido à chuva, acabou prejudicado para fazer o acerto de seu carro. Resultado: eliminação no Q2 e apenas um 11º no grid para a corrida, mesmo lucrando com a punição a Paul Di Resta por irregularidades em sua Force India.

“Perdi muitas voltas entre ontem e hoje de manhã e isto me prejudicou, contribuiu bastante para que eu ficasse fora do Q3”, disse o piloto logo após o treino classificatório ao TotalRace. “O carro não é estava bom, não estava rápido. Se eu não fizesse a volta perfeita, seria muito difícil passar ao Q3 e a falta de treino complicou minha chance de fazer uma volta perfeita”, acrescentou.

Como conseqüência do acidente de sexta-feira, a Ferrari precisou trocar o motor de seu carro, mas isto não acarretará em punição. De qualquer maneira, segundo Massa, a equipe ainda terá muito trabalho para melhorar o desempenho de seu F138.

“O carro é competitivo, mas, claro, não tanto como nas últimas corridas. Então, ainda precisamos mudar algumas coisas para domingo”, observou Massa, que no Q3 fez um tempo 3 décimos pior do que Fernando Alonso. “Uma diferença de três décimos não é uma diferença muito grande, já que eu não andei e isto fez a diferença. Não consegui testar ritmo de corrida, mas o Alonso testou e deu pra ver que é um pouco melhor do que nosso ritmo de classificação, com pneus novos e tanque vazio”, comentou o piloto, deixando uma esperança maior para a corrida.
 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias