Presidente da Ferrari diz que não blefa sobre saída da F1

compartilhar
comentários
Presidente da Ferrari diz que não blefa sobre saída da F1
Por: Glenn Freeman
Co-autor: Roberto Chinchero
18 de dez de 2017 18:40

Sergio Marchionne alertou as pessoas que acham que ele está "blefando" sobre tirar a marca italiana da Fórmula 1

Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H, stop in parc ferme after finishing one-two
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H

Sergio Marchionne deixou claro que ele está preparado para tirar a Ferrari da Fórmula 1 se os futuros regulamentos não estiverem definidos em uma direção com a qual ele concorda.

Com a Ferrari tendo ocasionalmente feito ameaças semelhantes ao longo da história, isso levou algumas pessoas a acreditar que a equipe de Maranello estaria blefando.

"Algumas pessoas dizem que nossa ameaça sobre os regulamentos de 2020/2021 é um blefe, mas eles estão brincando com fogo", disse Marchionne no jantar tradicional antes do natal da Ferrari nesta segunda-feira.

"A situação mudou desde 2015. A partir desse momento, todos sabem que, se ameaçarmos fazer algo, faremos.”

Marchionne acredita que criar uma categoria alternativa para a F1 é uma opção viável se as equipes se juntarem para que isso aconteça.

"Existe a possibilidade de criar um campeonato alternativo a partir de 2020/2021", afirmou. "Não podemos ignorar essa possibilidade, mas prefiro evitar, se pudermos.”

"Eu gostaria de continuar com a Fórmula 1, mas temos que encontrar compromissos que não deixam a Ferrari sem a possibilidade de mostrar seu DNA em todas as corridas.”

"Se não pudermos encontrar isso, a Ferrari tem que ir embora. Se a Ferrari pode retirar outras equipes, temos que ver isso de um ponto de vista econômico, mas acho que somos capazes de fazer isso."

Marchionne disse que continua "incomodado" pelos novos proprietários da F1 tentando simplificar o lado técnico dos carros para o futuro.

"O principal que me incomoda é que dentro da Liberty Media há uma pessoa com grande experiência na F1, que é Ross Brawn, que está tentando dar uma direção que não está no DNA do esporte", acrescentou.

"Fizemos parte da história da F1, então entendemos de F1. Temos um departamento de corrida que funciona apenas para F1, então conhecemos bem.”

"Temos que tentar equilibrar os interesses da [do Grupo Liberty] com os nossos, mas acho que podemos chegar a tempo para evitar a saída da Ferrari da Fórmula 1."

Próxima Fórmula 1 matéria
Verstappen: Ultrapassagem em Kimi nos EUA não foi correta

Previous article

Verstappen: Ultrapassagem em Kimi nos EUA não foi correta

Next article

Cria da Mercedes mostra cautela com treinos na Force India

Cria da Mercedes mostra cautela com treinos na Force India
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Ferrari Shop Now
Autor Glenn Freeman
Tipo de matéria Últimas notícias