Presidente vê Ferrari “errando feio” em acerto na Itália

Marchionne não perdoa time após problemas enfrentados em Monza, mas promete reação em Cingapura

Uma semana após um animador GP da Bélgica, onde a Ferrari por pouco não tirou da Mercedes a vitória da prova, o time de Maranello teve uma apresentação bastante abaixo do time alemão na Itália.

Em terceiro, Vettel ficou a 36 segundos de uma dobradinha dominadora da Mercedes. Presidente da Ferrari, Sergio Marchionne crê que sua equipe tenha ido mal no GP da Itália por problemas internos de engenharia.

"Acho que acabamos errando feio", disse Marchionne à emissora alemã RTL. "O acerto do carro estava errado. Creio que subestimamos o circuito.”

"Eu acho que erramos desde a Bélgica até aqui. Agora, precisamos voltar para a fábrica e descobrir de que maneira erramos no acerto do carro. Mas voltaremos em Cingapura."

A Ferrari retornará à sua fábrica de Maranello nesta semana para tentar entender melhor por que Vettel e Kimi Raikkonen tiveram dificuldades para se sentir confortáveis ​​com o carro durante o fim de semana de Monza, especialmente nas frenagens.

Falando sobre o fim de semana, Raikkonen disse: "Acho que faltava velocidade, infelizmente, e o equilíbrio talvez não estivesse correto.”

"Nós mudamos o acerto após a sexta-feira e obviamente na corrida foi a primeira vez que tentamos. Mas acho que com o outro acerto o resultado não seria muito diferente.”

"Então eu acho que é algo que temos que consertar neste tipo de circuito, com a baixa carga aerodinâmica".

O ritmo de Vettel na corrida também foi afetado. O piloto teve que guiar com mais cautela após um problema de direção hidráulica que resultou em uma escapada na volta 40.

Reportagem adicional por Christian Nimmervoll

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pista Monza
Pilotos Kimi Raikkonen , Sebastian Vettel
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias