Pressionados, dirigentes da FIA podem incluir Honda em nova regra

Japoneses falam em desfavorecimento e também querem descongelamento dos motores; negociação avança

Após uma reunião com dirigentes da McLaren e da Honda - parceiras em 2015 -, os chefes da Fórmula 1 debatem a possibilidade de alterar a regra dos motores. 
 
[publicidade]A empresa japonesa, que retorna às pistas da Fórmula 1 depois de seis anos, acredita que as mudanças estabelecidas para o descongelamento de motores da Ferrari, Mercedes e Renault são injustas. A intenção da Honda é também ter condições de promover ajustes em seus motores ao longo da temporada. 
 
Segundo membros da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), as negociações para que a McLaren se junte às rivais na questão do descongelamento dos motores têm apresentando progresso. "O encontro correu bem e estamos discutindo assuntos que surgiram", afirmou um porta-voz da FIA à BBC. 
 
Uma das alternativas para que a Honda não fique em desvantagem seria o repasse de 32 fichas aos engenheiros da construtura japonesa no momento da homologação do motor até 28 de fevereiro
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias