Prestes a receber 17º GP, Sepang quer bom acordo com a F-1

Sem contrato para 2016, pista malaia quer renovar seu compromisso para mais três anos em outros termos

Recebendo uma corrida de Fórmula 1 desde 1999, a Malásia chegará neste final de semana à 17ª edição de seu GP. Depois de tantos anos no calendário em parceria com a petrolífera Petronas, os administradores da pista de Sepang, próxima a Kuala Lumpur, querem, além de renovar o acordo, rediscutir seus termos para uma situação favorável para os dois lados.

[publicidade]"Ainda estamos em discussão com Formula One Management e estudando os últimos termos do acordo", disse o presidente de Sepang, Mokhzani Mahathir.

"Queremos uma situação boa para as duas partes", contou à agência de notícias Bernama. "Há várias questões que ainda não estou muito satisfeito e se nós pudermos discutir isso melhor, vamos renovar o contrato por mais três anos."

O chefe da pista de Sepang também revelou que a campeã Mercedes já renovou seu acordo de patrocínio com a Petronas, a petrolífera malaia estatal.

"É sabido que a Petronas estendeu seu patrocínio da equipe de Mercedes AMG por mais três anos, e, como tal, será um impulso para segurar a F-1 em Sepang", finalizou Mokhzani.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias