Problema de correlação de dados seria causa da queda da McLaren

De acordo com o diretor administrativo, Jonathan Neale, houve diferenças entre túnel de vento e resultados na pista

A McLaren tem tudo para ser a equipe que dará o maior salto com um extenso pacote de upgrades que levará ao GP da Espanha, no próximo final de semana. Isso porque o time de Woking começou o ano mal das pernas e é atualmente apenas o sexto colocado no Mundial de Construtores.

Porém, o time não está seguro de que as mudanças surtirão o efeito esperado. O diretor administrativo da equipe, Jonathan Neale, afirmou que compreender por que a McLaren fez um carro com tantos problemas é a prioridade da equipe. O entrave teria sido na correlação entre os dados obtidos no túnel de vento e na pista, a exemplo do que aconteceu com a Ferrari no início do ano passado.

“Essencialmente, estamos tentando resolver uma questão de correlação. É realmente importante fazer isso. Todo o tempo que você perde pensando ‘espere um segundo, o que deu errado e como consertamos isso?’, você tem a oportunidade que isso volte.”

Assim, a equipe tem motivos para estar reticente em abandonar completamente o projeto deste ano e focar no de 2014, que também começaria com os parâmetros equivocados.

Sobre o pacote atual, Neale afirmou que é impossível saber o tamanho dos ganhos que a McLaren terá. “Não estamos trabalhando de maneira isolada, e ainda que seja natural que as pessoas queiram que nossa previsão seja estar na pole, é um esporte duro e a concorrência não fica parada.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias