“Programa de pilotos da Red Bull é justo”, crê chefe da STR

compartilhar
comentários
“Programa de pilotos da Red Bull é justo”, crê chefe da STR
1 de fev de 2016 13:15

Franz Tost afirma que oportunidades dadas pela empresa de energéticos são boas e exalta: “isso é a Fórmula 1”

Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB11
(L to R): Dr Helmut Marko, Red Bull Motorsport Consultant with Franz Tost, Scuderia Toro Rosso Team Principal
Max Verstappen, Scuderia Toro Rosso STR10
Franz Tost, Scuderia Toro Rosso Team
Franz Tost, Scuderia Toro Rosso Team Principal com Carlos Sainz
Max Verstappen, Scuderia Toro Rosso
Max Verstappen, Scuderia Toro Rosso
(L to R): Tabatha Valles, Scuderia Toro Rosso Press Officer with Max Verstappen, Scuderia Toro Rosso and Carlos Sainz Jr, Scuderia Toro Rosso

Tido como grande algoz dos jovens pilotos que chegam à Fórmula 1 pela Toro Rosso, o programa de jovens pilotos da Red Bull comandado pelo ex-piloto austríaco Helmut Marko já revelou grande nomes, como Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo – vencedores de corridas pela Red Bull na Fórmula 1.

Pesando os benefícios de ser contratado pela marca, o chefe da Toro Rosso, Franz Tost, disse que o programa para chegar à F1 é correto para formar grande pilotos.

"Isso é a Fórmula 1 e eu acho que a Red Bull é mais do que justa para todos os seus pilotos, pois fornece a eles possibilidades fantásticas com todos os ingredientes necessários para que possam mostrar o que são capazes de fazer", Tost disse ao site F1i.

"Se depois eles não conseguirem melhorar ou se a Red Bull tiver a sensação de que seu desempenho não possa melhorar para além do que é, no futuro eles serão substituídos por um outro piloto. Mas isso é normal na Fórmula 1. É assim que é."

Em 2015, a Red Bull parece ter descoberto outros dois grandes talentos em Carlos Sainz Jr. e Max Verstappen, mas o segundo ano historicamente tem sido crucial para os pilotos da Toro Rosso.

Apesar de as apostas se tornarem muito maiores para seus pilotos em 2016, Tost está confiante de ambos serem capazes de lidar bem com a situação.

"Talvez, no início do ano, teremos de ter cuidado para não pressioná-los muito, porque às vezes na segunda temporada eles podem querer pensar que devem demonstrar um claro passo à frente em desempenho.”

"O resultado dessa atitude é que eles tendem a querer andar mais que o carro. No entanto, eu acredito que este não será o caso com Carlos e Max, porque eles ganharam a experiência necessária no ano passado.”

“Estou otimista sobre 2016 do ponto de vista de pilotos."

Próxima Fórmula 1 matéria
Confira as datas de lançamento dos carros da F1 em 2016

Previous article

Confira as datas de lançamento dos carros da F1 em 2016

Next article

Equipes se preparam para falar sobre regulamento de 2017

Equipes se preparam para falar sobre regulamento de 2017
Load comments