Promotor confirma que não há contrato e GP de Austin pode estrear em 2013

Tavo Hellmund reconhece que houve quebra de acordo com Ecclestone e futuro da corrida de Austin está nas mãos de donos do circuito

Tavo Hellmund e Bernie Ecclestone

O promotor do GP dos Estados Unidos, Tavo Hellmund, veio a público hoje para esclarecer a situação do evento, seriamente ameaçado de acordo com o presidente da FOM, empresa que rege os direitos comerciais da F-1, Bernie Ecclestone.

Ecclestone afirmou ontem que cancelou o acordo que mantinha com Hellmund por quebra de contrato relacionada com a falta de adiantamento no pagamento e descumprimento de datas. Agora, o dirigente tenta um acordo direto com os responsáveis pela construção do circuito, a COTA, para salvar o GP, cuja estréia está marcada para o final do ano que vem.

“O motivo pelo qual não temos um contrato com a F-1 é porque, enquanto projeto, falhamos várias vezes em cumprir nossas obrigações financeiras com a F-1. É literalmente simples assim.”

De acordo com Hellmund, o problema foi causado por uma “diferença de filosofia” entre sua empresa, a Full Throttle Productions, e a COTA.

“Fiquei animado recentemente ao ver que aparentemente há dinheiro. Dito isso, estou muito otimista de que cumpriremos isso e teremos um GP ano que vem.”

Mas o otimismo não é o mesmo do outro lado. O presidente da COTA, Steve Sexton, afirmou que o mais provável é que o GP estreie apenas em 2013.

“Estávamos animados e trabalhando para a corrida em 2012 nos Estados Unidos, mas assumimos que Ecclestone está interessado em adiar a corrida em Austin para 2013. Sabemos que o mercado norte-americano é importante para as equipes e seus patrocinadores e [o adiamento para] 2013 certamente dá tempo para que o circuito esteja pronto.”

Caso isso ocorra, o GP no Texas terá sua primeira prova no mesmo ano de outro evento confirmado para os Estados Unidos, em Nova Jersey, que deve estrear em junho de 2013.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias