Promotor do GP da Austrália classifica som dos V6: "É uma desgraça"

Ron Walker culpa FIA por falta de visão em novo regulamento para a Fórmula 1: "Não têm direito de destruir o esporte"

Após a primeira corrida do mundial, muitas foram as críticas à Fórmula 1 pela falta do barulho característico nos carros. Com som mais baixo e mais grosso que os motores V8 aspirados, as novas unidades V6 turbo não conquistaram os fãs de cara e não foram vistas com bons olhos pelos responsáveis pela promoção do GP da Austrália

"O som é uma desgraça", disse Rob Walker, promotor da prova, ao The Independent.

"Quando o carro chega na reta você não pode sequer ouvir. Agora você tem todos os promotores temendo perder fãs por isso. Você vai ver promotores insatisfeitos abandonando. Eles vão querer ter corridas de Indy ou algo parecido para manter os fãs."

Walker, que também é o presidente da associação dos promotores, cobra mudanças: "Haverá uma reunião de todos os promotores e uma enorme voz irá sair disso. Vão falar: 'Bernie, basta. Isso não é o que nós compramos'."

No entanto, apesar da ameaça ao chefe da FOM, Walker deixou claro que a maior culpa é do presidente da FIA, Jean Todt, pelo que "irá arruinar o esporte que Bernie tem construído". O promotor ainda negocia um novo acordo para o GP da Austrália.

"Nós ainda não assinamos um novo contrato com Bernie, por isso isso vamos colocar muita pressão sobre a FIA. Eles não têm o direito de destruir este esporte. Eles vão arruinar o esporte que Bernie construiu. À parte de qualquer problema, isso é o que vai matar a galinha dos ovos de ouro. Já é duro o suficiente vender ingressos, mas agora isso é arrogância pura de Jean Todt."
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Tipo de artigo Últimas notícias