Quem pode destronar Sebastian Vettel na temporada 2013?

Abertura do campeonato marca início da caça ao alemão, que reescreve há cinco anos os recordes de precocidade da F-1

A partir deste final de semana, quando será realizada a primeira etapa do Mundial de Fórmula 1, na Austrália, está aberta a caça a um alemão de 25 anos que vem desafiando todos os recordes de precocidade da categoria. O tricampeão da Red Bull, Sebastian Vettel, começa a temporada 2013 como o homem a ser batido.

“Obter isso não foi nenhuma brincadeira de criança”, assegura o alemão, apenas o terceiro piloto na história da F-1 a conquistar três títulos seguidos e o mais jovem tri. “Agora tudo começa do zero e todos têm as mesmas condições. A temporada é longa e, como vimos ano passado, pode ser decidida na última prova”, lembrou o piloto, que também foi o mais novo a conquistar pole, pódio e vitória.

Mas quem poderia ameaçar o trono de Vettel? O vice-campeão do ano passado, Fernando Alonso, garante que está mais bem preparado do que há 12 meses, quando sua Ferrari começou bem mais lenta que os rivais. “Acho que não vai ser muito difícil melhorar em relação ao início de 2012. Lutei pelo campeonato ano passado com um carro que estava a 2s dos mais rápidos, então precisamos ser positivos. Aprendemos com os erros do ano passado e eu também estou melhor”, avisou o espanhol, que busca o terceiro título.

Quem também aposta em começar o campeonato mais competitivo que em 2012 é Kimi Raikkonen. “Se conseguirmos tirar um pouco mais do carro e manter a consistência, com resultados melhores no início da temporada, devemos ter uma chance muito melhor”, acredita o piloto da Lotus. Na temporada passada, o finlandês foi terceiro, mesmo tendo vencido apenas uma corrida, demonstrando a importância da consistência.

E é justamente esse tipo de performance que Jenson Button espera em 2013. O inglês da McLaren venceu três provas ano passado, mas ficou longe da disputa pelo título devido às quebras, algo que o campeão de 2009 espera ter ficado para trás. “Não podemos ter um ano como o último em termos de problemas de confiabilidade, erros e uma temporada inconsistente”, alertou.

Button se tornou líder da equipe McLaren após a saída de Lewis Hamilton, que foi para a Mercedes e deu lugar a Sergio Perez. Ciente de que não terá vida fácil na equipe que marcou apenas seis pontos nas seis últimas provas de 2012, o campeão de 2008 acredita que, o que vier, é lucro. “Acho que a pressão está mais nos outros, que estiveram envolvidos no projeto do carro deste ano desde o início. No nosso caso, só temos a ganhar.”

A classificação para o GP da Austrália começa às 3h da madrugada de sábado, mesmo horário da corrida, no domingo.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Jenson Button , Kimi Raikkonen , Fernando Alonso , Lewis Hamilton , Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias