Quinto, Alonso se preocupa com Kimi e não desiste de vitória

Apenas uma vez na história do Circuito da Catalunha o vencedor largou de fora da primeira fila

Quinto no grid de largada para o GP da Espanha, Fernando Alonso saiu no prejuízo no treino classificatório, ficando atrás de rivais que demonstraram um bom ritmo de corrida nos treinos livres. A principal preocupação do espanhol é com a Lotus de Kimi Raikkonen, quarto no grid.

“Certamente a Lotus é a equipe que mais preocupa para a corrida. Eles fizeram simulações sempre fantásticas, com um bom ritmo e pouca degradação e, largando a nossa frente, é um oponente que temos de ultrapassar na pista, uma vez que na estratégia será difícil porque eles usam muito bem os pneus.”

Alonso salienta a necessidade de trabalhar a estratégia para ter, pelo menos em algum momento da corrida, pista livre para poder conservar melhor os pneus.

“Estaremos todos atrás das Mercedes, que podem causar um pequeno trem e importunar um pouco a corrida, então temos de estudar a melhor estratégia para, em algum momento da corrida, ter algumas voltas limpas para poder aproveitar o ritmo de corrida, que nos treinos parecia bom, e a degradação dos pneus, que geralmente é bastante boa na Ferrari.”

Mesmo saindo da terceira fila, Alonso segue confiando que pode vencer pela primeira vez em Barcelona desde 2006. Mas a tarefa do piloto da casa é dura: apenas em uma oportunidade, em 1996, o GP da Espanha foi vencido por um piloto que largou fora da primeira fila.

“Temos de pensar na vitória e ser otimistas vendo o ritmo nas simulações de corrida e sabendo que, normalmente nos domingos, independentemente da posição em que largamos, sempre temos chance no final. Foi assim que chegamos em segundo na Austrália e ganhamos na China.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias