Räikkönen destaca bom dia e vê grande grande desafio com ERS

Confiante, finlandês foi o piloto que mais voltas deu nesta terça-feira: "O carro não foi nada mal, parece estar indo tudo bem"

Kimi Räikkönen foi o responsável por abrir os trabalhos da Ferrari na pré-temporada de 2014. Voltando ao time de Maranello, onde andou entre 2007 e 2009, Kimi diz que não demorou muito para se adaptar ao ambiente da equipe italiana, e exaltou o novo carro, o F14 T, que, segundo ele, parece ter começado bem o trabalho.

“Tivemos um bom dia dirigindo. Obviamente temos muitas mudanças, o motor, o câmbio e novos elementos dos motores elétricos”, falou o finlandês ao TotalRace em Jerez de la Frontera.

“Talvez estivéssemos esperamos alguns problemas. Na verdade, tivemos alguns pequenos problemas com a eletrônica, mas foram pequenos detalhes. Pelo menos conseguimos andar um pouco, embora tenha chovido no final. Queríamos ter feito um pouco mais.”

Para o finlandês, o maior desafio são os novos sistemas de recuperação de energia, o ERS, que fazem ser a pilotagem ser um pouco mais desafiadora. “Não é muito diferente de dirigir, o maior desafio é a eletrônica, coordenar tudo junto. Como piloto, é um pouco diferente, mas não é uma mudança tão grande diante daquilo que estávamos acostumados.”

“Definitivamente é diferente, mas não como uma diferença entre dia e noite. O mais difícil é fazer tudo certo, toda a eletrônica. Isso é mais difícil do que dirigir, propriamente falando. O carro não foi nada mal, parece estar indo tudo bem.”

Kimi também diz que já se sente integrado ao time em sua volta à Ferrari. “Não é muito diferente do passado. É uma equipe que já estive no passado, eu conheço as pessoas. Estou muito animado, foi um bom primeiro teste depois de todas as mudanças e todos os novos desafios que tudo isso traz.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Kimi Raikkonen
Tipo de artigo Últimas notícias