Raikkonen abandona primeira prova desde os tempos da Ferrari

Finlandês adota tom otimista após abandono e comemora 27 provas seguidas nos pontos; Grosjean é oitavo

Ano passado, foi Fernando Alonso que viu, no GP da Bélgica, sua sequência de 23 provas nos pontos acabar, após ser acertado justamente pela Lotus de Romain Grosjean na largada. Desta vez, foi Kimi Raikkonen que não pontuou pela primeira vez após 27 provas. Além disso, o finlandês não abandonava um GP desde a Alemanha, em 2009, quando ainda corrida pela Ferrari.

“Tive uma falha no freio, então não fazia sentido tentar continuar. Nós dois tivemos boas largadas, mas não havia espaço suficiente na primeira curva, onde eu subi na zebra e perdi tempo, mas depois disso forcei o máximo que pude”, afirmou Kimi, que adotou um tom otimista em relação ao final de sua sequência nos pontos. “Terminamos várias corridas e tivemos boa confiabilidade; um dia nossa sorte iria acabar e foi hoje.”

O único Lotus que cruzou a linha de chegada foi Romain Grosjean, que chegou em oitavo após largar em sétimo, teve uma primeira parte de corrida complicada e adotou uma estratégia diferente.

“Tivemos uma primeira volta difícil e depois perdemos mais posições com o incidente com Sergio. Decidimos fazer uma parada hoje e, com os pneus novos, senti muito mais aderência, mas era difícil recuperar o tempo perdido. Tentamos algo diferente porque você nunca sabe: se tivesse chovido no meio da corrida, estaríamos em uma boa posição para tirar vantagem.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pilotos Kimi Raikkonen , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias