Raikkonen busca liderar após primeira curva na Hungria

“Terminei por vezes demais em segundo em Budapeste", relembra finlandês, que salienta dificuldade de ultrapassagem

Um dos circuitos mais travados do calendário da Fórmula 1, o palco do GP da Hungria é daquelas provas em que a classificação é especialmente importante para não ficar ‘encaixotado’ durante a prova, como bem sabe Kimi Raikkonen. O terceiro colocado no campeonato foi segundo colocado por quatro vezes em Budapeste, tendo vencido apenas em 2005, pela McLaren.

“Terminei por vezes demais em segundo na Hungria, então sei o quão importante é liderar a prova depois da primeira curva. Com ou sem DRS, nunca é fácil ultrapassar em Hungaroring. Para acertar o final de semana, você tem de ter bons treinos livres, uma classificação forte e um início perfeito na corrida.”

Um fator que pode ajudar Raikkonen no próximo final de semana é o calor, que costuma ajudar a performance do carro da Lotus. “Isso vai tornar as coisas melhores para nós. Além disso, é um circuito sinuoso, então duas coisas são importantes: boa entrada de curva e tração. Obviamente você precisa largar na frente e também evitar o lado sujo.”

Vindo de uma bela corrida e um terceiro lugar na Alemanha, Romain Grosjean também tem boas lembranças da prova do ano passado em Budapeste, quando se classificou em segundo e terminou em terceiro.

“Mostramos o quão importante é se classificar bem e seria fantástico voltar à primeira fila neste ano. Em termos de pilotagem, não é das pistas mais desafiadoras, mas com o calor a experiência dentro do cockpit pode ser muito intensa.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Kimi Raikkonen , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias