Raikkonen celebra ritmo da Lotus e diz que vitória foi "fácil"

compartilhar
comentários
Raikkonen celebra ritmo da Lotus e diz que vitória foi
Por: Julianne Cerasoli
17 de mar de 2013 05:02

Mesmo sem ter completado nenhuma simulação de corrida na pré-temporada, finlandês fez só duas paradas sem dramas

Enquanto os rivais sofriam com o desgaste e faziam três paradas, Kimi Raikkonen afirmou que teve uma “corrida fácil”, mesmo fazendo um pit stop a menos. O finlandês, que largou em sétimo para vencer o GP da Austrália, celebrou o forte ritmo de corrida da Lotus.

“Esse era nosso plano antes da corrida e tinha confiança de que os pneus aguentariam. Tive um carro muito bom durante todo o final de semana. Achava que seria fácil fazer duas paradas, mas você não sabe como as coisas serão antes de completar as primeiras voltas e sentir os pneus.”

Kimi reconheceu que, por ter sido um dos pilotos que menos andou nos testes, ainda não havia completado tantas voltas com um mesmo jogo de pneus.

“Tinha dúvidas antes de começar o final de semana porque não fiz nenhuma simulação de corrida na pré-temporada, mas tinha o sentimento de que seria uma boa corrida porque sabia que o carro era bom.”

Perguntado sobre a volta rápida estabelecida nos giros finais, quando já tinha certa vantagem em relação a Alonso, o piloto da Lotus afirmou que queria ficar mais tranquilo na ponta. O finlandês terminou a prova mais de 12s à frente do espanhol

“Fernando estava se aproximando quando eu estava cuidando um pouco dos pneus, mas no final só queria me certificar de que teria uma vantagem caso algo acontecesse ou começasse a chover. Foi uma corrida fácil.”

Líder do campeonato, Raikkonen disse que os números da tabela do mundial não importam tanto neste início e espera que sua Lotus continue rendendo bem ao longo da temporada. “É bom, mas foi só uma corrida, e isso não muda nosso objetivo para o ano. O importante é estar na frente no Brasil. Tive um bom carro aqui e espero que continue assim.”

Se deu tudo certo para Raikkonen, o mesmo não pode ser dito por Romain Grosjean, que fechou a corrida em décimo. “Havia algo de errado com meu carro, então tenho de sentar com o time e analisar qual o problema. Estava indo tudo bem no final de semana até a corrida. Pelo menos a vitória de Kimi mostrou que o carro tem ritmo.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Raikkonen surpreende e começa o ano com vitória na Austrália

Previous article

Raikkonen surpreende e começa o ano com vitória na Austrália

Next article

Alonso se frustra com 2º lugar, mas comemora início positivo

Alonso se frustra com 2º lugar, mas comemora início positivo
Load comments