Raikkonen: Muitas coisas não fizeram sentido hoje

Piloto da Ferrari falou sobre a falta de ritmo da escuderia nesta sexta-feira em Cingapura

Durante a semana, o chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse que o circuito de Marina Bay, em Cingapura, favoreceria os rivais da Ferrari e da Red Bull.

A equipe austríaca se mostrou rápida, com Daniel Ricciardo liderando ambas as sessões desta sexta-feira (15), mas Kimi Raikkonen foi apenas nono, 1s983 mais lento que o primeiro colocado, com seu companheiro de equipe, Sebastian Vettel em 11º.

"No geral, foi um dia difícil e muitas coisas não fizeram sentido", disse Raikkonen. "Há muito a trabalhar."

"Não era exatamente onde esperávamos começar, mas vamos trabalhar. Tenho certeza de que podemos melhorar. Não é a primeira vez que isso acontece e é somente sexta-feira."

O finlandês não jogou fora a importância da estratégia de pneus.

"Em primeiro lugar, precisamos ter certeza de que temos tudo o que queremos para ter um bom setup. Os pneus são sempre um ponto chave, mas não é diferente aqui do que outras pistas."

"Eu esperava um pouco mais, não foi um começo fácil, mas amanhã será outro dia."

Ao seu estilo, de poucas, mas profundas palavras, Raikkonen falou sobre o ritmo de corrida que pode ser encontrado em Cingapura.

"Eu não sei. Acabei de terminar a sessão. Não tenho ideia do que os outros fizeram."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Pista Singapore Street Circuit
Pilotos Kimi Raikkonen
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias