Raikkonen: Ou é Ferrari ou não é nada pra mim

O finlandês afirmou em entrevista que seu futuro dele na Ferrari em 2016 é tudo ou nada, falando sobre a possibilidade da renovação.

Kimi Raikkonen tem contrato com a Ferrari para até o fim desta temporada e o piloto afirmou nesta quinta-feira na Áustria que seu futuro depende da escuderia italiana, definindo a situação como "tudo ou nada".

O finlandês comentou que ainda não foi procurado por ninguém da Ferrari para discutir sobre a renovação, mas que não se preocupa com isso no momento.

"Eles (Ferrari) que têm o contrato, eles que têm que me procurar e é simples. Não é a minha decisão e vocês (jornalistas) tem que perguntar para a equipe", disse.

Kimi ainda deixou a entender que se caso não renovar com a Ferrari, dificilmente ele fica na F1 em 2016  - "Se eu não estiver com a Ferrari, eu não estarei com qualquer equipe, é tão simples como isso. Vocês que tem que se preocupar disso mais que eu", esbravejou. 

O campeão do mundo de 2007 ainda afirma que há vida fora da F1, mas que acredita que ainda não é o fim: "Eu sempre disse que ele não será o fim da minha vida se eu não correr no próximo ano, mas, obviamente, eu quero aqui", comenta.

Redução de salário

Kimi se mostrou bastante aborrecido quando foi questionado sobre um jornal italiano que ele deveria aceitar uma redução de salário, para continuar com a equipe de Maranello.

"Gostaria de saber quem escreveu isso. Primeiro, eles não têm ideia do que está no meu contrato disso eles nunca vão ter. Você escreve coisas que não é verdade. Talvez você deveria começar a escrever algumas coisas que fazem sentido", reclamou o piloto.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Áustria
Pista Red Bull Ring
Pilotos Kimi Raikkonen
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias