Raikkonen se aproxima de renovação com a Ferrari para 2019

compartilhar
comentários
Raikkonen se aproxima de renovação com a Ferrari para 2019
27 de ago de 2018 11:40

Kimi Raikkonen parece cada vez mais próximo de obter uma renovação de contrato com a Ferrari para a temporada de 2019 da F1, sendo que Charles Leclerc ou permanecerá na Sauber, ou irá para a Haas.

Uma sequência ruim no começo do ano, aliada a bons resultados de Leclerc em sua temporada de estreia, colocaram a Ferrari com maior tendência a dispensar Raikkonen no fim de 2018.

Contudo, o falecimento de Sergio Marchionne – um apoiador de Leclerc – e a volta por cima de Raikkonen deram um impulso nas chances do finlandês.

Com a cada vez maior possibilidade de Raikkonen renovar com a Ferrari, Leclerc terá ou mais um ano na Sauber, ou uma transferência para a Haas, outra cliente da Ferrari.

A Haas está na luta pelo quarto lugar no Mundial de Construtores, sendo que a Sauber se coloca nos pontos somente de forma ocasional, já que tenta reconstruir sua estrutura após alguns anos de dificuldade.

Contudo, o desenvolvimento da Sauber nesta temporada tem sido veloz, e a tendência de crescimento deverá continuar sob a liderança técnica do ex-funcionário da Ferrari Simone Resta, além do apoio comercial da marca irmã da Ferrari, a Alfa Romeo.

Os laços estreitos da Ferrari com a Sauber colocam Leclerc ou Antonio Giovinazzi como favoritos à vaga no time na próxima temporada.

Leclerc poderá ir à Haas para fazer dupla com Kevin Magnussen, já que Romain Grosjean está sob pressão para manter sua vaga no time americano.

Leclerc já testou para a Haas em 2017, mas não esteve no páreo por uma vaga de titular em 2018 porque a equipe não queria contar um com novato.

Quanto ao outro cockpit, a possível identidade de seu dono depende de uma disputa de bastidores entre os diretores.

Um dos investidores da Sauber é Hans Rausing, apoiador de Marcus Ericsson, que está determinado a manter o sueco na F1 na próxima temporada.

Contudo, caso a decisão seja por não continuar apoiando Ericsson, nomes como Grosjean ou Stoffel Vandoorne podem estar no páreo.

O chefe da Sauber, Frederic Vasseur, já trabalhou com Vandoorne antes, na equipe ART, durante a campanha do título da GP2 em 2015.

O empresário de Vandoorne, Alessandro Alunni Bravi, também está ligado à estrutura de proprietários da Sauber.

Charles Leclerc, Sauber

Charles Leclerc, Sauber

Photo by: Manuel Goria / Sutton Images

Próxima Fórmula 1 matéria
Whiting diz que pneu de Alonso poderia ter atingido Leclerc

Previous article

Whiting diz que pneu de Alonso poderia ter atingido Leclerc

Next article

McLaren não fez progresso em 2018, dispara Vandoorne

McLaren não fez progresso em 2018, dispara Vandoorne
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Kimi Raikkonen Shop Now
Equipes Ferrari Shop Now
Tipo de matéria Últimas notícias