Red Bull alfineta rivais: “Temos coragem de promover jovens”

Helmut Marko elogia estreia de Gasly e reduz possibilidade de Toro Rosso buscar alternativas externas para vaga em 2018

Conselheiro da Red Bull no automobilismo, Helmut Marko afirmou que a equipe austríaca tem “colhões” para promover jovens pilotos à F1, ao contrário das rivais Mercedes e Ferrari.

O atual campeão da GP2, Pierre Gasly, de 21 anos, fez sua estreia na F1 com a Toro Rosso na Malásia, substituindo Daniil Kvyat.

O francês permanecerá no cockpit neste fim de semana, no Japão, e espera também poder guiar pelo time em 2018.

Marko já deu uma dica clara de que a confirmação de Gasly para 2018 é iminente e esclareceu que a empresa segue comprometida em promover jovens pilotos, além de ter dado uma cutucada nas rivais.

“Eu posso dizer isso muito em breve”, disse Marko ao Motorsport.com, quando questionado sobre as possibilidades de Gasly. “A Red Bull, em um completo contraste a Ferrari e Mercedes, tem colhões, e colocamos pilotos jovens nos carros. Vamos ver.”

“Temos nossas ideias, e, assim que tudo estiver finalizado, avisaremos a todos.”

Marko afirmou que o francês fez o trabalho que a equipe pediu a ele em sua estreia na Malásia.

“Especialmente no primeiro treino livre, no molhado, ele mostrou que não está assustado, que ele tem bom controle sobre o carro. Durante o fim de semana não houve um erro, então foi uma ótima estreia para ele.”

Kvyat permanece como o único óbvio candidato dentro do programa da Red Bull, apesar de que Sebastien Buemi (que permaneceu como terceiro piloto da Red Bull e fez vários testes de pneus pela equipe) poderia ser uma aposta externa para um ano que seria de desenvolvimento para a equipe.

Fontes no paddock indicaram que a Red Bull pode olhar para opções externa em 2018, citando que o papel de Sean Gelael como piloto de sexta-feira é uma evidência de que a equipe pode precisar de um piloto com dinheiro. Destes, alguns dos candidatos seriam Pascal Wehrlein, Marcus Ericsson e Jolyon Palmer.

Contudo, Marko minimizou tal cenário. “Somos a Red Bull, somos diferentes. É difícil de imaginar.”

Ele também descartou as chances do atual piloto da F2 e protegido da Honda, Nobuharu Matsushita, que ainda não possui superlicença: “Eu não acho que ele já esteja pronto.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Pierre Gasly
Equipes Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias