Red Bull defende jogo de equipe durante GP do Bahrein

No começo da corrida, Vettel deixou Ricciardo passar; depois, os dois foram liberados para brigar na pista

O chefe da Red Bull, Christian Horner, ficou bastante satisfeito com o quarto e sexto lugares no GP do Bahrein e defendeu a ordem que a equipe deu para Sebastian Vettel deixar Daniel Ricciardo passar no início da prova.

Vettel largada em 10º com pneus médios e Ricciardo saiu de 13º com os macios. Quando os dois se encontraram na pista, logo antes da primeira parada, houve a instrução, cumprida pelo tetracampeão.

“Aquilo foi trabalho de equipe do jeito que tem de ser. Ambos estavam em estratégias diferentes, foi algo conversado antes da corrida. Ambos cooperaram e trabalharam juntos. Claro que as posições foram novamente invertidas no pit stop e depois eles estavam livre para lutar.”

No final da prova, agora sem interferência da equipe, Ricciardo voltou a passar Vettel e terminou em quarto.

“Pontuar foi, sob vários aspectos, uma limitação de danos, mas também é algo que nos encoraja. Estávamos muito competitivos no final da corrida, mas a distância não é insignificante e precisamos nos aproximar das Mercedes”, reconheceu o dirigente.

“Acho que, com ar limpo, nosso ritmo era razoável. O problema é que, quando entramos em zona de DRS, não temos velocidade de reta para ultrapassar.” 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias