Red Bull espera ganhar até três décimos com novo combustível

Gasolina fornecida pela francesa Total estaria por trás dos problemas do time com o fluxômetro

Não é apenas em updates aerodinâmicos que a Red Bull aposta para melhorar seu rendimento a partir da próxima etapa, na Espanha. Segundo o consultor Helmut Marko, o fornecimento de uma nova composição de combustível da petrolífera francesa Total seria importante não apenas para o RB10 andar mais rápido, como também para evitar os problemas que o time vem tendo com o fluxômetro de combustível.

[publicidade]Afinal, acredita-se que a composição química do combustível fornecido pelos franceses – diferentemente do que acontece com a Shell na Ferrari ou a Petronas na Mercedes, por exemplo – esteja por trás dos problemas que chegaram a causar a eliminação do pódio de Daniel Ricciardo na Austrália.

"Estamos esperando um combustível mais eficiente", explicou Marko ao Bild. "A Ferrari deu um claro passo adiante na China porque teve um novo combustível, e espero que tenhamos o nosso logo", pressionou. “Talvez já na Espanha".

Marko espera que o novo combustível traga de dois a três décimos para o carro. “Então poderemos ter pelo menos uma chance de passar a Ferrari. No GP da China, nossos pilotos poderiam ter feito o que eles quisessem, mas eles nunca passariam Alonso", reconheceu.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias