Red Bull diz que só libera Sainz por “valor significativo”

Christian Horner insiste que empresa investiu grande verba no desenvolvimento do espanhol e, portanto, só romperia contrato por quantia certa

O chefe da Red Bull, Christian Horner, afirmou que a empresa apenas irá liberar Carlos Sainz para a temporada de 2018 caso tenha em mão uma boa proposta financeira.

Sainz, piloto da Toro Rosso desde 2015, tem contrato com a Red Bull para o futuro próximo. Contudo, sem espaço na equipe principal da marca de bebidas energéticas, ele já cogita a possibilidade de analisar alternativas.

Entretanto, Horner insistiu que a Red Bull investiu pesado no desenvolvimento do espanhol nas categorias de base, e, portanto, apenas irá cedê-lo caso receba a proposta ideal.

“Sainz tem contrato com a Red Bull e ainda faltam dois anos nesse contrato. Nós o valorizamos como um bem da equipe, e todo bem tem um valor. Então, se houver desejo de outra equipe por tê-lo, ou um desejo por parte dele de ir a outro lugar, é algo que tem um valor, um preço incluído”, disse Horner.

“Se alguém estiver preparado para fazer uma oferta, é claro que nós consideraríamos. Mas teria de ser um valor significativo embutido, porque investimos em Carlos. Não vamos simplesmente dar por aí um bem.”

Além disso, Horner reforçou que, na Red Bull, nada deve mudar em 2018. “Eles [Daniel Ricciardo e Max Verstappen] estão totalmente travados e não há preço que seja grande o bastante por esses dois. Sebastian [Vettel] provavelmente é a chave do mercado no momento, mas, na Red Bull, não haverá mudanças em nossa dupla.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias