Red Bull recebe punição de 40 posições no grid em Monza

Daniel Ricciardo é quem mais sairá perdendo, com 25 posições a serem pagas no grid de largada da prova de domingo

Com o início das atividades para o GP da Itália nesta sexta-feira, foram confirmadas as trocas de componentes das unidades de potência de cinco pilotos.

A Red Bull fará uma troca tática neste final de semana. Em uma pista em que, pela falta de potência do motor Renault, o time naturalmente já sofreria, foi decidido que os dois pilotos trocassem seus motores a combustão interna e turbos. Mas Ricciardo acabou levando a pior, tendo de trocar também seus motores elétricos (MGU-H e MGU-K), contabilizando assim 25 posições. Kvyat perde apenas 15.

"Sabíamos que iríamos ter dificuldades aqui, por isso faz sentido tirar isso da frente. Entrar no sexto motor neste fim de semana será melhor para nós na próxima corrida", disse Christian Horner, chefe da Red Bull.

O time aposta suas fichas em pistas lentas, como o GP de Cingapura, próxima etapa. "Nós usamos a quilometragem das unidades que temos atualmente, e precisaríamos trocar até o final do ano. Este é o melhor lugar para fazermos isso."

Outros que trocarão motor a combustão interna serão Alonso, Button e Carlos Sainz. Ambos perdem 10 posições.

Confira as punições:

Daniel Ricciardo – 25 posições (6º ICE, 5º TC, 5º MGU-H, 5º MGU-K)
Daniil Kvyat – 15 posições (6º ICE, 5º TC)
Fernando Alonso – 10 posições (9º ICE)
Jenson Button – 10 posições (9º ICE)
Carlos Sainz Jr – 10 posições (5º ICE)

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Sub-evento Sexta-feira treino 2
Pista Monza
Pilotos Daniel Ricciardo
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias